a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 637, referente ao período de 17 a 23 de setembro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 11 de março de 2017

SESSÃO NOSTALGIA – Bianca Rocha, Miss Bahia 1989, polegadas no lugar certo

Daslan Melo Lima



       
     A foto da bela Bianca Rocha, posando de maiô com uma emblemática fita métrica, ilustrando a secção Gente da revista Veja, de 29/03/1989, mexeu com o País inteiro. A expectativa era de que a sobrinha da lendária Martha Rocha pudesse ser eleita Miss Brasil, trinta e cinco anos depois de sua tia ter perdido o título de Miss Universo 1954, por causa das lendárias duas polegadas a mais nos quadris.




     Oitenta e seis centímetros de busto, 21 de tornozelo, 93 de quadris, 60 de cintura e 1,68 metros de altura. Com essas medidas, a estudante Bianca Rocha, 19 anos, aluna do 3º ano do 2º grau e futura vestibulanda de Odontologia, levou para casa, na semana passada, o título de Miss Bahia 1989. Leitora contumaz de Jorge Amado e Sidney Sheldon – ela nunca tocou as mãos em O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, a leitura de dez em cada dez misses -, Bianca agora se vangloria de ter formas mais precisas do que as de uma de suas tias – Martha Rocha, 54 anos, que há 35 deixou de conquistar o cetro de Miss Universo exatamente por culpa de duas polegadas a mais nos quadris. 
“Comigo está tudo certinho, não há polegadas a mais ou a menos”, diz Bianca, que lança mão de uma fita métrica para sustentar sua tese”. No próximo domingo, dia 1º, estará brigando pelo título de Miss Brasil.
Na trilha do sucesso da sobrinha, Martha Rocha, afastada das passarelas, mas ainda bonita, aproveita para colocar os pingos nos is. “Na ´época em que eu concorria, o padrão de beleza dos concursos exigia uma proporcionalidade entre o tamanho do busto e o dos quadris. No meu caso, a diferença foi de 3 centímetros”, diz Martha. “E olhe lá que isso não chega a ser as tais 2 polegadas.”
----------

        Bianca Queiróz Rocha ficou entre as semifinalistas (top 12) do Miss Brasil 1989. A vencedora, Flavia Cavalcanti Rebêlo, Miss Ceará, acabou marcando época, não apenas pela sua beleza e doçura, mas por ter sido a última Miss Brasil do que se convencionou chamar de “era Silvio Santos”. 
----------


A sobrinha de Martha Rocha perde: polegadas a menos. Beleza pode ser coisa de família? No caso dessas duas parece que sim. Martha Rocha, a eterna Miss Brasil, só perdeu o Miss Universo em 1954 por causa das famosas duas polegadas a mais. Mas, embora não tenha trazido o título, o mundo inteiro reconheceu que seus olhos azuis e sua simpatia davam de 10 na plástica perfeita de Mirian Stevenson, a representante dos EUA, que acabou sendo a escolhida. Passados 25 anos, acontece uma estória semelhante: Bianca Queiroz Rocha, a Miss Bahia, só ficou longe da coroa e do cetro de Miss Brasil 89 por uma questão de medidas. Nesse caso, ao invés das polegadas a mais, a sobrinha de Martha Rocha tem 10cm a menos: com seus 1,68m, era uma das três mais baixinhas do concurso. Em compensação, seu charme foi premiado: Bianca ganhou o título de Miss Simpatia, conquistado numa disputa acirrada com a Miss Roraima. (Revista Manchete, 15/04/1989, nº 1.930. ano 37) ***** Detalhe: o texto da Manchete citou "Passados 25 anos", quando o certo seria "Passados 35 anos".  

----------


       Mãe de dois filhos, Bianca Rocha mora hoje no município de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador, BA. Se suas polegadas já tiveram ou não no lugar certo, pouco importa. Sabemos que essas coisas não têm tanto relevância, a julgar por várias Misses que foram eleitas Miss Universo fora de alturas e medidas consideradas teoricamente ideais.
      A beleza, jovialidade, simpatia e carisma de Bianca Rocha continuam no lugar certo, conforme atestam estas duas fotos do seu Facebook, vinte e oito anos depois de ter sido eleita Miss Bahia 1989.
          


            
    
*****

2 comentários:

Anônimo disse...

Doce recordação dessa miss que tive o prazer de conhece-la pessoalmente, nos bastidores do Miss Brasil, no Hotel Eldorado e nos estúdios do SBT, em São Paulo, na semana que antecedeu a realização do concurso em 1989, no dia primeiro de abril. Naquele ano, fui correspondente do Jornal do Commercio na cobertura jornalística do certame, o último promovido por Sílvio Santos.
Bom ter de volta as crônicas semanais da Sessão Nostalgia. Já estava com saudades.
Um forte abraço,
Muciolo Ferreira

DASLAN MELO LIMA disse...

>>>>>>>>>>
Olá, Muciolo,
eu também já estava com saudade de redigir as matérias sobre misses e de recepcionar os comentários dos leitores, entre esses os seus, tão ricos em em vivência.
Um abraço e dias abençoados.
Daslan Melo Lima
>>>>>>>>>>