a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 641, referente ao período de 15 a 21 de outubro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

domingo, 26 de outubro de 2014

Isnar Cabral de Moura, uma mulher à frente do seu tempo


Isnar Cabral de Moura foi a primeira jornalista pernambucana. Natural de Timbaúba, ela morreu no Recife, aos 105 anos, de falência múltipla dos órgãos, na quarta-feira, 22.
------

      Educadora de méritos consagrados, jornalista, cronista social, escritora e poetisa, Isnar Cabral de Moura sempre soube ver e notar em tudo a exata dimensão da beleza da vida. 
       Nasceu em Timbaúba, PE, no dia 29 de agosto de 1909, filha do capitão Zeferino Inácio de Moura e da professora Ana Eufrásia Cabral de Moura. Foi a primeira mulher jornalista na redação do Jornal do Commercio, Recife, onde iniciou sua carreira em 1935, atuando como colaboradora. Em 1949, tornou-se definitivamente profissional desse noticioso, passando a publicar poesias, artigos diversos, crônicas, reportagens, notas e comentários. 
      Sempre conduziu seus escritos buscando encontrar algo de belo e de riqueza nas coisas mais simples. Talvez seja esta a razão do nascimento de seus livros, principalmente um em homenagem à sua mãe, muito justamente chamado de A Admirável Mulher do Capitão Zeferino
       Cartas, coleções de jornais antigos, álbum de infância com as suas fotos amareladas, documentos de Igreja, de cartórios, anotações várias e as lembranças vividas e revividas no tempo de menina e, depois, de moça – tudo isto se transformou em páginas de livros. 
      Isnar foi de notável influência no setor educacional do Estado, a cuja Secretaria de Educação pertenceu por longos anos. Dentre suas publicações destacam-se os livros:
Poesia de Três Idades (Editora Nordeste – 1953)
Esboço de Planejamento para a Educação Primária em Pernambuco (IPP – Instituto de Pesquisas Pedagógicas – 1961), 
Estudo-Inquérito em torno de um Programa Experimental de Ensino (IPP – Instituto de Pesquisas Pedagógicas – 1964), 
Relação entre Rendimento Escolar e Professor (IPP – Instituto de Pesquisas Pedagógicas - 1964), 
Estações de Crônica (Imprensa Oficial – 1967), 
A Admirável Mulher do Capitão Zeferino” – 1.º volume (Gráfica Editora Norte Brasileiro – 1973) e 
Dona Eufrásia Viuvez e Exílio - 2.º volume (edição da Biblioteca Ana Eufrásia – 1974). 
        Seus trabalhos continuarão a deixar marcas indeléveis na mente e no coração de tantos quantos os manuseiam, pois foi formidável a sua contribuição para a educação e a cultura de nosso Estado, do Nordeste e do Brasil. 
-------
(Texto de Jeová Barboza Cavalcanti).

*****

Nenhum comentário: