a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 646, referente ao período de 19 a 25 de novembro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 28 de setembro de 2013

ÍNDIA MORENA, MISTURA DE MEL E CÉU

Daslan Melo Lima




     
      A pele dela tem a cor morena e os olhos são uma mistura de mel e céu. Suave, elegante e bela, chega e ilumina o ambiente. Seu nome: Margarida Pereira de Alcântara, ou simplesmente Índia Morena, uma pernambucana que completou 70 anos de idade no dia 13 de julho. Ex-artista de circo, onde começou a  trabalhar aos 10 anos, despertou grandes paixões. Foi trapezista voadora, contorcionista e rumbeira. Casada com o palhaço Fuxiquinho, reside atualmente em Jaboatão dos Guararapes. Com sua arte, Índia Morena percorreu todos os estados brasileiros e seis países. É um ícone circense e um dos patrimônios vivos da cultura pernambucana. 
    
      Encontrei recentemente Índia Morena na 3ª Conferência Estadual da Cultura de Pernambuco, no Portal de Gravatá Hotel Fazenda, em Gravatá, onde fiz estas imagens. Seus olhos brilhavam como se estivesse voando no trapézio ou dançando rumba. Depois das fotos, ela me disse  que conhece bem Timbaúba e as cidades vizinhas e acrescentou: "Deixei em São Vicente Férrer um pedaço do meu coração. Em 1962, eu estava atuando no Circo Amália Olzom quando alguém dos bastidores gritou que o meu bebê  de sete meses de idade tinha morrido. Fiquei transtornada, mas continuei dançando até o fim do meu show. Ele foi sepultado no cemitério local e nunca mais voltei àquela cidade.”

    

          Da próxima que eu for a São Vicente Férrer, nada mais será como antes. Vou me lembrar que ali está sepultado uma parte do coração de Índia Morena, cujos olhos são uma mistura de mel e céu.

*****

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO - Hudson Ribeiro, da Banda 1º de Novembro para a Europa - Timbaúba na 3ª Conferência Estadual de Cultura de Pernambuco

HUDSON RIBEIRO, DA BANDA 1º DE NOVEMBRO PARA A EUROPA

     
   Hudson Ribeiro nasceu em Timbaúba-PE, no dia 20/01/1992, filho de Antônio Pessoa Ribeiro Filho, o popular Toinho Barbudo  e Maria Betânia de Sousa Pedrosa. Sua vocação para a música despertou em criança, quando via  Harrison, irmão mais velho, músico  da Banda 1° de Novembro, passar com a consagrada  Pé de Cará tocando pela rua. Aos oito anos de idade, Hudson começou a ter suas primeiras aulas  musicais na sede da Sociedade de Cultura e Musical 1º de Novembro. O seu avô Milton Pedrosa de Araújo, por ser músico e tocar violão,   sempre o  incentivou a enveredar por este caminho, a se tornar um  músico popular, pois ele sempre escutava chorinhos, valsas, boleros, entre outros. Quando  Hudson foi morar em Natal-RN, integrou um grupo de chorinho do Conservatório de Música da Cidade, o  Waldemar de Almeida , onde se formou aos  15 anos. Foi um aprendizado incomum, pois na aula de clarinete  tocava musicas eruditas, e ao acabar a aula ia direto para o  grupo de chorinho onde tínha que improvisar e tocar a maioria das músicas sem a partitura. A paixão pelo clarinete  levou  Hudson para a EMUFRN -Escola de Música da Universidade do Rio Grande do Norte,  onde aprendeu mais sobre música erudita, a dita clássica, sem descartar a  popular.
          Com um sorriso no rosto ele diz:  Meu pai sempre falava  que isso não era vida e que não  me daria uma sustentabilidade econômica ideal,  só passou a me apoiar quando ingressei no curso de Bacharelado em Música Habilitação em Clarinete em 2011, ano este onde venci alguns prêmios Internacionais, a exemplo do Jovem Solista. O primeiro em julho, etapas nordeste e Internacional,  e o segundo em novembro, etapas nacional e internacional, concorrendo contra vários outros instrumentos, como piano, canto, violino,  etc. Voltei  no ano seguinte a solar á frente  das orquestras do festival Internacional Eleazar de Carvalho, sediado em Fortaleza e  São Paulo com a Orquestra Jovem da Cidade de São Paulo. E provei para ele que era realmente isso o que eu queria.”
        Este ano, Hudson foi aprovado para  um Intercambio na Alemanha na Hochschule Für Musik.   Sua  experiência esta sendo bem satisfatória  e ele confessa que se surpreende com o  respeito e admiração que os europeus  tem por músicos, professores e pela cultura em geral,  coisa rara entre nós brasileiros. Entre os seus ícones musicais estão:  o regente  Eleazar de Carvalho;  Prof.  Ronaldo da EMUFRN; Prof. Cristiano Alves da UFRJ; o  frevo “ Voltei Recife" de  Luiz Bandeira; o  “Concerto K622 em A Maior para Clarinete Basseto e Orquestra”,  de Mozart;   Johann Sebastian Bach;  Pixinguinha; e a banda timbaubense 1º de Novembro, a Pé de Cará, onde tudo começou. Seu   maior sonho:  “Ver o emprego de um músico profissional  tão fundamental como qualquer  outro.  Músico profissional é aquele que usa seu instrumento para transmitir uma ideia, um discurso musical e   o mais importante, para  tocar a alma.   Eis o conselho que dou a um pai preocupado com a decisão de seu filho ter optado pela música:  Ele  não irá ser milionário, mas  a música irá propiciar momentos e experiências inesquecíveis que nenhum bem material poderá lhe ressarcir. E o mais importante, ele pode ter tudo o que ele quiser, só basta querer.”
----------
Esta matéria é um dos destaques da revista TIMBAÚBA EM FOCO de setembro/2013. 
Hudson Ribeiro deu uma palestra recentemente na sede da Banda 1º de Novembro. Algumas imagens do evento estão em pauta para postagens neste espaço. Aguardem!
----------

*****
UM FATO EM FOCO

Depoimento do leitor Sóstenes Alexandre: Hoje fui visitar minha querida mãe. Depois de muitas conversas, comentei que existia um novo medidor de gás no mercado, e para minha surpresa ela disse que já tinha: "...passou um vendedor aqui na porta, olhou o meu, disse que estava com defeito colocando em risco a minha vida e automaticamente foi logo instalando um novo. Pediu meu nome, endereço, CPF e faturou o equipamento em 3 vezes de 78,00, primeira parcela para novembro." Eu disse, como???? Um troço desses custa 28,00 lá em Aristides, e ela ficou decepcionada com o ocorrido. Portanto, pessoal, cuidado com esses benfeitores que passam nas portas. Estou aguardando a primeira parcela chegar.


*****

MEMÓRIA TIMBAUBENSE


Quem são estas pessoas? Por onde andam? Das 79 respostas enviadas, três delas, ricas em detalhes e informações, foram selecionadas. 


Ana Lygia Bezerra - Observando a foto  tirada em alguma tarde da década de 70, na sala principal da casa nº 100 da Praça Jáder de Andrade, residencia do alegre casal Rosa e Luiz Marinho Falcao,  pais de Carlos, Josaphat, Jaceguay, Ozires, Luiz, Dynizard, Jandira, Jacyra, Juracema e Juracy,  consigo reconhecer, da esquerda para direita:  Ceminha; Tia Jandira (ou será D. Dú ?); Rosinha; Carla e Bertha (encostadas na mesa);  D. Dulce Rodrigues e Sr. Rosil; a matriarca Rosa Bizerril Falcão; Flávia; D. Zefinha, irmã de Sr. Luiz; Miguel São João Carneirinho;  Creso;  Luiz Marinho e Dadinha. O restante não consigo reconhecer, mas creio que sejam Francisco, Joaquim, Carolina e Catarina, filhos de Luiz e Dadinha; Denise, filha de Dynizard e Maria Machado; D. Juracy e outros familares e amigos. Muitos  já se encontram na Casa do Pai, outros residem no Recife e  só Tia Jandira continua morando no imóvel. Obsservação: A toalha  da mesa é de renda de Veneza, não sei se na cor branca ou bege. 
----------
Rogério FalcãoEsta foto congrega a união de duas famílias: Rodrigues e Marinho Falcão. Este é o aniversário de Flávia, em casa de meu pai, onde estavam reunidos Rogério; Creso; Flávia;, Bertha; Rômulo; Osíris; Tito; Miguel Falcão; Francisco; Joaquim; Carolina;  Lia; minha avó Rosa Bezerril  Falcão, esposa de Luiz Marinho Falcão;  o meu tio, teatrólogo Luiz Marinho, e sua esposa Dadinha; meu pai, Rosil Rodrigues e minha mãe Jacira Marinho,  entre outros. Dou graças a Deus por pertencer a estas duas famílias que tanto carinho têm pela cidade onde todos nascemos, Timbaúba dos Mocós.
----------

Ana GlóriaEsta foto é do aniversário de Flávia Rodrigues, irmã de Rogério Falcão,Romulo,Ozíris e Berta.Foi na Praça Jáder de Andrade com a familia da mãe dela. Na imagem aparecem D.Jandira;  Luis Marinho (pai e filho); Rozil e Jacira (pais dela);  Rozinha; Lia; Miguel; Creso; Carla Falcão; Tia Iracema; , Jacegua;  Jacirema;  Maria Machado; Luisinho; Tito; Socorro Falcão;  Dona Rosa;  Dulce Rodrigues;  João Roberto e outros familiares. Flávia mora no Recife. Os primos são excelentes profissionais, tais  como Dr.Creso, jornalista;  Rosinha do Diário de Pernambuco; Carla, professora da UFPE; Lia Falcão, do Tribunal Federal 6ª Região, grande advogada e escritora; e Miguel Falcão, jornalista do Jornal do Commercio. Amigos nossos de infância. Anos dourados de Timbaúba. 

*****

SESSÃO NOSTALGIA - ESPECIAL - Jakelyne Oliveira, Miss Mato Grosso, é a Miss Brasil 2013

Daslan Melo Lima

PRÓLOGO

    
Jakelyne Oliveira, Miss Brasil 2013
     Sou da geração de um Brasil que parava num dia como o deste sábado, como se fosse jogo de Copa do Mundo. De norte a sul, de leste a oeste, as pessoas ficavam ansiosas  para saber quem seria  eleita Miss Brasil. Muita coisa mudou, mas o desejo de ser coroada a mais bela mulher do país ainda faz parte dos sonhos de muitas garotas. Muita coisa mudou, mas o menino que um dia eu fui ficou diante da televisão, assistindo a Band transmitir do Minascentro, Belo Horizonte-MG, o concurso Miss Brasil 2013, torcendo para que a eleita reunisse  as melhores condições para representar o Brasil no concurso Miss Universo.

Cristina Alves, Miss Rio Grande do Norte
      Das 27 candidatas, só conhecia pessoalmente a linda e inteligente Helena de Castro Rios, Miss Pernambuco. Com base exclusivamente em fotos, sem ordem de classificação, eu apostava em seis misses: Rio Grande do Norte, Paraná, Espírito Santo, Roraima, Pará e Ceará.  Sei que é humanamente impossível o resultado de um concurso de beleza agradar a todos, indistintamente. Também é complicado apontar as favoritas com base apenas em fotografias. Uma coisa é analisar a beleza por uma imagem fria e outra pela televisão. E tem mais: ao vivo, a análise pode reverter totalmente as nossas impressões. Durante o desenrolar da transmissão, revi minha lista, gostei quando vi algumas das minhas favoritas chegarem ao Top 10, a exemplo da Miss Rio Grande do Norte, despertei para os atributos de outras jovens lindas e estranhei quando algumas não foram mais longe na competição.

TOP 10
      O Top 15, por ordem de chamada, foi formado por Lisianny Bispo, Miss Sergipe; Vitória Sulczinski, Miss Rio Grande do Sul; Priscila Santiago, Miss Bahia; Anne Volponi, Miss Espírito Santo, eleita Miss Simpatia; Francielle Kloster, Miss Santa Catarina; Anne Caroline Vieira, Miss Pará; Helena Rios, Miss Pernambuco; Cristina Alves, Miss Rio Grande do Norte; Bruna Michels, Miss  São Paulo; Ísis Stocco, Miss Paraná; Jakelyne Oliveira, Miss Mato Grosso; Orama Valentim, Miss Rio de Janeiro; Mariana Vasconcelos, Miss Ceará; Janaína Barcelos, Miss Minas Gerais; e Patrícia Machry, Miss Mato Grosso do Sul, eleita Miss Internet. ***** Das quinze, as dez que passaram para a etapa seguinte, o Top 10, por ordem de chamada, e que aparecem nas imagens abaixo, da esquerda para a direita, em biquíni, longo e maiô, foram as misses Bahia, Ceará, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo e Sergipe.  

------
-----


-----
TOP 5

Da esquerda para a direita: Ísis Stocco, Miss Paraná; Jakelyne Oliveira, Miss Mato Grosso, primeiro lugar; Priscila Santiago, Miss Bahia, terceiro lugar; Bruna Michels, Miss São Paulo; e Janaína Barcelos, Miss Minas Gerais, segundo lugar. A vencedora irá representar o Brasil no Miss Universo 2013, agendado para o dia 09 de novembro, em  Moscou. Ela ganhou a coroa assinada por Pedro Muraro, o vestido de gala confeccionado por Alexandre Dutra e um carro zero km. A segunda e a terceira colocadas receberam uma viagem com tudo pago e direito a acompanhante para a Riviera Nayarit, México. ***** Detalhe: Janaína Barcelos tem no seu currículo os títulos de vice-Miss São Paulo 2007, Miss São Paulo 2008 e quarto lugar no Miss Brasil 2008. Na idade limite, 25 anos, para disputar o título, deu adeus ao seu sonho de se tornar Miss Brasil. 

AS DUAS RAINHAS DA COMISSÃO JULGADORA E OS TRAJES TÍPICOS


         Na comissão julgadora,  duas rainhas da beleza, Martha Vasconcellos (Miss Bahia, Miss Brasil e Miss Universo 1968) e Jacqueline Meirelles (Miss Brasília e  Miss Brasil 1987). Pelo que sei, Ieda Maria Vargas (Miss Rio Grande do Sul , Miss Brasil e Miss Universo 1963)  teria sido convidada para compor a comissão julgadora, mas não aceitou por problemas de saúde. 




No meu entender, em todos os concursos de beleza, para efeito de preservar a memória do evento, deveria ser exibido um vídeo com as imagens de todas as vencedoras.
-----
Sileimã Alves, Miss Góias, melhor traje típico.

Helena de Castro Rios, Miss Pernambuco.
O prêmio de Melhor Traje Típico ficou com a Miss Góias, Sileimã Alves,  “A riqueza e a cultura dos Carajás. Gosto da diversidade cultural que muitos trajes típicos transmitem, mas estranho aqueles extravagantes que mais parecem alegorias de escolas de samba. Exemplo de um traje típico singelo, mas que transmite de forma perfeita a cultura de um estado, o de Helena de Castro Rios, Miss Pernambuco, em homenagem ao Frevo. 

JAKELYNE OLIVEIRA E BRUNA MARQUEZINE, A MISS BRASIL E A ATRIZ GLOBAL
Jakelyne Oliveira e Bruna Marquezine.
-----
Bruna Marquezine, ao centro, na novela Aquele Beijo.

É impressionante a semelhança da nova Miss Brasil com a atriz global Bruna Marquezine.  A propósito,  na telenovela Aquele Beijo, produzida e exibida pela Rede Globo, de 17/10/ 2011 a 13/04/2012, de Miguel Falabella, com direção-geral de Cininha de Paula, Bruna Marquezine fez uma personagem que venceu um disputado concurso de beleza, o Senhorita Rio


Jakelyne Oliveira
-----
A reação de Jakelyne Oliveira ao ouvir o seu nome como a vitoriosa da noite.
-----
"Após ser comparada com a Bruna Marquezine a minha visibilidade aumentou, mas não foi isso que me fez ganhar, foi algo que achei que seria impossível e Deus me ajudou. Meu ponto forte foi o biquíni, me senti mais à vontade. Dei o sangue para ficar no corpo ideal", disse Jakelyne Oliveira. Demonstrando humildade, acrescentou: "Preciso melhorar o inglês e a minha oratória."

O SONHO DE MISS CONTINUA

      Muita coisa mudou dos mágicos anos 60 para hoje, mas o sonho continua. Leiam o que me disse o meu amigo Édson Alves, mineiro de Ponte Nova, que assistiu ao concurso no Minascentro: Ô Daslan, conversando com Helena Rios, Miss Pernambuco, falamos de você. Ela me contou que você postou ela como a Gata da Semana em PASSARELA CULTURAL, quando ainda era candidata ao Miss Recife. Gostei muito dela. Assisti no Minascentro. Bombou! Só alegria! Conheci pessoas de vários cantos do país, a simpática família da Miss Sergipe... Estive com coordenadores de cidades mineiras, com as misses Renata Fan, Brasil 99; Rayane Moraes, Minas 2009; Francine Pantaleão, Espirito Santo 2012; além da Miss e do Mister Belo Horizonte 2013. Pessoas também do Rio Grande do Norte, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul... Foi uma festa de alegria e muito glamour. Bom demais! O "sonho de mis" continua.

EPÍLOGO

      Entre as cenas inesquecíveis da noite, quero registrar a alegria de Patrícia Machri, Miss Mato Grosso do Sul, eleita Miss Internet, ao ser chamada para o Top 15; a presença de cinco estados do Nordeste no top 10, Bahia, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe; a segurança e ótima dicção de Bruna Michels, Miss São Paulo; e a reação de Jakelyne Oliveira, Miss Mato Grosso, ao ouvir seu nome como vencedora. 
           
1,76 de altura,  62 cm de cintura, 93 de quadril, 89 de busto e 55 Kg
 
      Jakelyne Oliveira, Miss Mato Grosso, não estava na minha lista de favoritas, mas foi crescendo a cada aparição e eu simplesmente adorei quando foi anunciado o resultado. A nova Miss Brasil  tem 20 anos, nasceu em Rondonópolis e estuda Engenharia Agrícola. No ano passado foi eleita  Miss Brasil Globo, promoção do Danilo D'Ávilla, tendo conquistado o primeiro lugar no Miss Globo Internacional 2012, realizado no dia 14 de outubro, no Golden Tulip Hotel, em Nicosia, Northern Cyprus, certame que contou com a participação de 41 candidatas de várias partes do mundo. 


      Enfim, concluindo a última Sessão Nostalgia deste setembro que logo mais será passado, compartilho com vocês este magnífico poster elaborado pela artista carioca Beth Mafra, reunindo todas as Misses Brasil.

*****

sábado, 21 de setembro de 2013

ENSINA-ME A VIVER

Daslan Melo Lima


          A foto acima levou-me a recordar um dos melhores filmes da minha vida, “Ensina-me a Viver” (Harold and Maude), de 1971, de Hal Ashby (1929-1988), baseado no texto de Colin  Higgins (1941-1988), que fala do amor entre um jovem e uma octogenária. Na realidade, a imagem mostra dois amigos meus. Ela é Clarice Araújo Ribeiro, 81 anos, uma das grandes damas da sociedade timbaubense, inteligente, dinâmica e espiritualizada. Ele é Ribeiro Neto, 26 anos, neto de Clarice.

Ruth Gordon (1896-1985) e Bud Cort no filme "Ensina-me a Viver", também adaptado para a televisão e o teatro.

      "Arrisque-se e faça o seu melhor possível", disse Maude para Harold no filme. “Neto, este troço vai virar”, disse Clarice na hora em que sentia o vento beijando seu rosto. Mesmo assim, deu um passeio básico na garupa da moto e desceu energizada para continuar sua caminhada.
      Certa vez, durante uma viagem à  Europa, Clarice sentiu uma vontade muito grande de jogar dominó. Saiu pelo comércio a fim de comprar o jogo e fez a maior festa quando encontrou o que desejava. Na juventude dos seus 81 anos de idade, Clarice Araújo Ribeiro é uma professora da arte de viver. Sorridente, ela afirma: " Gosto de aventuras,  elas me fazem bem. Sinto-me feliz e adoro ouvir as pessoas falarem das minhas loucuras.Valorizo a vida e sempre cresço nas realizações. ”
      
*****

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO

TIMBAÚBA 2 x 1 SERRANO - Campeonato Pernambucano Série A2
       
Em boa parte do primeiro tempo o jogo limitou-se à ligação direta defesa-ataque e alguns lances de bola parada por parte de ambas as equipes. Apenas Djalma com sua experiência tentava colocar a bola no chão e fazer o meio-campo apresentar alguma qualidade. E acabou funcionando pela direita com o veloz lateral Nem. Pela esquerda prevaleciam as cobranças de falta que foram por várias vezes desperdiçadas pelo ataque timbaubense. Até os 40 minutos o Serrano ainda não havia feito o goleiro Carlos do Timbaúba trabalhar. Até então a defesa apresentava-se bastante alerta e bem postada. Mas foi em dois lances seguidos no final desta etapa que o Serrano chegou. No primeiro momento Cafezinho entrou na grande área e chutou fraco nas mãos do goleiro do Timbaúba. Mas logo em seguida pelo mesmo lado, dessa vez indo até a linha de fundo, Índio fez um cruzamento perfeito que atravessou a defesa e o goleiro, com a bola chegando livre para Marcelo Pano como uma flecha apenas escorar para as redes.
                No segundo tempo,  o Timbaúba voltou mais organizado no meio-campo, bola no chão, bom toque de bola, e a experiência de Djalma que com belo passe deixou seu lateral direito livre para fazer o cruzamento que acabou gerando o penalty muito bem marcado pelo árbitro. Djalma bateu forte deslocando o goleiro e empatando a partida. Aos 23 minutos o técnico Junior Caruaru, colocou Tarcísio em campo, e este também passou a fazer a diferença junto com Nem pela direita, e foi nele a falta que gerou o gol de empate, após um bate-rebate na pequena área, o zagueiro Anderson chegou escorando para o gol e correndo para a torcida batendo no peito e apontando para alguns torcedores que vinham durante toda a partida xingando a equipe de Timbaúba. Uma verdadeira injustiça, afinal esta equipe vem fazendo uma excelente campanha e merece todo o apoio da torcida. Infelizmente em todos os estádios sempre tem aqueles que vão a campo para descarregar nos atletas suas próprias frustrações. O Serrano pressionou, mas o Timbaúba ainda poderia ter chegado ao terceiro gol. Por fim o resultado foi muito bom, jogo difícil, uma bela vitória de virada, muito importante para arrancar bem nessa segunda fase da competição. - Por Djalma Almeida, djalmajunior9@hotmail.com

*****
UM FATO EM FOCO
Na Arena Pernambuco, a fisioterapeuta Elisabete Rodrigues, torcedora do Santa Cruz Futebol Clube, ladeada pelo filho Marcell Melo, torcedor do Sport Club do Recife, e do esposo Marcelo, torcedor do Clube Náutico  Capibaribe. Um exemplo de democracia esportiva. 

*****

ROTEIRO POÉTICO DE TIMBAÚBA


NEM MINHA E NEM TUA - Novamente, eis a Lua, desfilando soberana, fotogênica, solitária, majestosa e nua. As folhagens do pé de manga rosa do meu quintal, ajudadas pelo vento, estão aplaudindo o desfile da eterna musa. De todas as minhas paixões, impossíveis e proibidas, a Lua é a única de quem não tenho ciúmes. Pode aplaudi-la também, em seu desfile na rua, feminina e nua. Ela não é minha e jamais será tua.
-  Daslan Melo Lima, em Timbaúba, Pernambuco, na 18ª noite de setembro de 2013.
*****

DE ALAGOAS PARA O MUNDO

O CIRCO


Crônica de José Maria de Mattos, arquiteto pernambucano de Canhotinho e alagoano de coração (criado em São José da Laje e radicado em Maceió).


          Todas as vezes que chegava um circo no interior ou mais precisamente em São José da Lage, ficávamos aguardando o primeiro dia de espetáculo porque era nesse dia que saia o Palhaço "perna de pau" nas ruas no período vespertino anunciando o referido espetáculo. Os garotos de menor ou quase nenhum poder aquisitivo, ficavam horas e horas na porta do circo a fim de acompanharem o Palhaço para poder ter a sua entrada na casa garantida depois é claro de ajudar a divulgar o espetáculo circense noturno, na volta eram marcados no pulso com uma tinta e isso era a prova de que participaram da caminhada. Você lembra disso?

Palhaço: Hoje tem espetáculo? -
Galera: Tem sim senhor.
Palhaço: 8 horas da noite?
Galera: Tem sim senhor.
Palhaço: Tem trapezista?
Galera: Tem sim senhor.
Palhaço: Tem malabarista?
Galera: Tem sim senhor.
Palhaço: E arrocha negrada
Galera: ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ
Palhaço: mais um pouquinho
Galera: ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ
Palhaço: mais um bocadinho
Galera: ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ
Palhaço: Ô raio ô sol supende a lua...
Galera: Olha o palhaço no meio da rua...
Palhaço: Hoje tem espetáculo?
Galera: Tem sim senhor.
Palhaço: 8 horas da noite?
Galera: Tem sim senhor.



Palhaço: Tem malabarista?
Galera: Tem sim senhor.
Palhaço: Tem rumbeira?
Galera: Tem sim senhor.
Palhaço: E arrocha negrada
Galera: ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ
Palhaço: mais um pouquinho
Galera: ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ
Palhaço: mais um bocadinho
Galera: ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ
Palhaço: Três pimenta num dá um molho...
Galera: Cabeça de nêgo só tem piolho..
Palhaço: Hoje tem espetáculo?
Galera: Tem sim senhor.
Palhaço: 8 horas da noite?
Galera: Tem sim senhor.
Palhaço: Tem equilibrista?
Galera: Tem sim senhor.
Palhaço: Tem cantores?
Galera: Tem sim senhor.
Palhaço: E arrocha negrada
Galera: ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ
Palhaço: mais um pouquinho
Galera: ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ
Palhaço: mais um bocadinho
Galera: ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ
Palhaço: Pipoca, amedoim torrado...
Galera: Carreguei tua mãe num carrinho quebrado...
Palhaço: E arrocha negrada
Galera: ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ
Palhaço: mais um pouquinho
Galera: ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ
Palhaço: mais um bocadinho
Galera: ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ...

*****

SESSÃO NOSTALGIA - MEMÓRIAS DO MISS BELEZA REGIONAL , CAPÍTULO 2

Por Daslan Melo Lima       

          Este é o segundo e último capítulo das memórias do Miss Beleza Regional, uma das prévias do Miss Pernambuco, criado em 1998 por Josenildo Batista, profissional da área de ciências contábeis. Josenildo Batista  coordenou o evento de 1998 a 2006. O titulo, nos primeiros anos, tinha importância por si mesmo, independente de a vencedora participar ou não do Miss Pernambuco, e quando disputavam o Miss PE representavam, quase sempre, a cidade original que defendiam  na passarela do Beleza Regional. Em 2007, Josenildo foi transferido para o Rio de Janeiro, a fim de assumir uma nova função na filial da empresa onde trabalhava. Na ocasião, negociou a franquia do evento com Miguel Braga, coordenador geral do Miss Pernambuco, que passou a promover, também, o Beleza Regional, garantindo a inscrição da vencedora no certame estadual. Josenildo Batista está de volta ao Recife e reassumiu a direção do concurso. As interessadas em participar do Miss Beleza Regional 2013 deverão enviar e-mail para universo2003@ig.com.br, com fotos de rosto e corpo inteiro. A idade mínima é  de 17 anos e seis meses até 30 de novembro. Telefone para contato: (81) 9774.7177.

2005
Wanessa Bezerra, Miss Beleza Regional 2005.
----------
2006
Rayanne Vieira, Miss Beleza Regional 2006, representante da cidade de São Lourenço da Mata no Miss PE 2007, onde conquistou o segundo lugar. Miss Pernambuco Mundo 2006. A partir dela, as vencedoras passaram a participar do Miss Pernambuco dos anos seguintes.
----------
2007
Kelly Amorim, Miss Beleza Regional 2007. 
----------
2008
Isadora Ramos, Miss Beleza Regional 2008, ao centro, ladeada pelas finalistas.
----------
2009
Rafaela Simões, Miss Beleza Regional 2009.
----------
2010
Julliany Santos, Miss Beleza Regional 2010.
----------
2011
Aline Dantas, Miss Beleza Regional 2011.
----------
2012
Gabrielle Cordeiro, Miss Beleza Regional 2012, finalista do Miss Pernambuco 2013.
       ----------


      
Josenildo e Malu Mader  
Imagens: Acervo Josenildo Batista/Divulgação
      Fui coordenador de algumas garotas timbaubenses no Miss Beleza Regional e um dia transformarei essa experiência numa Sessão Nostalgia. Três Misses Beleza Regional hospedaram-se em minha casa quando vieram participar de grantes eventos em Timbaúba: Vivian Cristina (1998), Tuliana Figueiroa (2001) e Wanessa Bezerra (2005). 
        Gostei da forma como o Josenildo Batista conduziu os concursos em que marquei presença. Ele é casado, tem  três filhos, e durante o tempo em que morou no Rio de Janeiro estudou no Teatro O Tablado e fez amizades com muitas personalidades famosas. Esforçado e determinado, Josenildo administra com tranquilidade sua vida familiar e profissional com a paixão pelas misses.  Paixões são paixões, simplesmente paixões, não se explicam.

*****

sábado, 14 de setembro de 2013

ANDRESSA REGIS E JOÃO PEDRO MARINHO, UM CASAMENTO TIMBAUBENSE

Timbaúba-PE - No sábado, 07, O Timbaúba Tênis Club foi palco da cerimônia religiosa ecumênica do casamento de Andressa Regis, secretária de saúde de Macaparana-PE, e João Pedro Marinho, empresário timbaubense do setor de ótica, um dos maiores acontecimentos sociais dos últimos anos em Timbaúba. 


O salão de recepções do Tênis Clube foi transformado num templo religioso. A noiva é evangélica e o noivo católico. A cerimônia ecumência foi conduzida pelo padre Sebastião, pároco da Igreja Matriz de N.S.Das Dores, e o pastor Joás, de Macaparana. Após o ato religioso, todos se dirigiram para o salão de festas.
Vilma Borba, Adriana Morais, Rute Brandão e Ana Lygia Bezerra, elegância e glamour no SIM de Andressa-João Pedro. 
-----
A juventude dourada marcou presença com direito a dançar ao som de uma banda ao vivo.

Eles e elas dançaram  e cantaram "Prepara que agora é a hora / do show das poderosas que descem e rebolam / afrontam as fogosas, só as que incomodam / expulsam as invejosas que ficam de cara quando toca. / Prepara..."



Outros comentários e imagens do casamento de Andressa-João Pedro serão postados oportunamente. AGUARDE !  

*****

ALÉM DO SONHO

     
Daslan Melo Lima






      Chove lá fora e sinto não poder descer do carro a fim de dizer às palmeiras imperiais de Limoeiro, agreste de Pernambuco, “Princesa do Capibaribe”, que voltarei outro dia. 
     O Nordeste é um Brasil dentro do Brasil.Era meio-dia no momento da foto. No lugar do sol a pino, nuvens escuras e uma chuva abençoada.
    Prossegui viagem saboreando o momento e declamando um soneto do poeta limoeirense Austro Costa (1899-1953), onde ele diz:
 “E o drama da Humanidade é eternamente um só: / Saber que a Vida, em vez de eterna chama, / é apenas fogo-fátuo...lama...pó...“ 



      De passagem pela cidade de Carpina, a 45 Km do Recife, uma chuva abençoada cai do céu, o trânsito fica lento e aciono minha máquina fotográfica para eternizar o momento. 
     Pessoas passam diante de uma casa comercial que tem um nome sonoro, poético e romântico, “Além do Sonho”. Vontade de sentir a chuva caindo no meu corpo e ser mais um anônimo lá fora, fazendo parte da paisagem chuvosa. Vontade de despir-me do conforto e das convenções, sair do carro e convidar aquelas pessoas para tomar um café comigo na delicatessen de nome sonoro, poético e romântico, “Além do Sonho”. 
      Seria tão simples, se não fosse complexo. Por isso prossigo minha viagem fazendo o que deveria fazer apenas em sonho, além do sonho. 
_____
Na 12ª tarde de setembro de 2013, voltando de uma viagem a Limoeiro-PE.


*****