a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 632, referente ao período de 13 a 19 de agosto de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 13 de agosto de 2011

SESSÃO NOSTALGIA - ADALGISA, ANA E BELLINI, LEMBRANÇAS DE 1958

Daslan Melo Lima

               Tarde fria e nublada do segundo sábado pernambucano de agosto de 2011, um clima que predispõe ao recolhimento. Vontade de relaxar viajando no Túnel do Tempo. Ele está ao alcance das minhas mãos, dos meus sonhos e das minhas fantasias. Basta convidar o menino que um dia eu fui para abrir uma revista antiga.

O CRUZEIRO, 12/07/1958. Na capa, Hideraldo Luiz Bellini, capitão da Seleção Brasileira de Futebol, e Adalgisa Colombo, Miss Distrito Federal e Miss Brasil 1958. O Brasil tinha o melhor futebol do mundo e  a vice-Miss Universo.

              Túnel do Tempo, 1958. O mundo é outro mundo, mais lento, menos competitivo. No Brasil, Copa do Mundo e Misses empatam na preferência do público. A revista O CRUZEIRO circula há 30 anos e suas tiragens semanais chegam a 500.000 exemplares. Seus diretores promoveram um encontro dos campeões do mundo com duas Misses, Adalgisa Colombo e Ana Maria Carvalho. Os fotógrafos deram ênfase aos abraços das belas Misses em Bellini, o mais belo dos jogadores.

Adalgisa Colombo, Miss Distrito Federal, Miss Brasil e vice-Miss Universo 1958, beija o rosto de  Bellini e segura com ele a Taça Jules Rimet.

 Ana Maria Carvalho, Miss Bahia 1958,  e Bellini

               Tarde fria e nublada do segundo sábado pernambucano de agosto de 2011, um clima que predispõe ao recolhimento.  O homem que sou tem de ser determinado com o menino que um dia eu fui. O menino é  um sonhador e precisa voltar urgente para 2011, pois o homem que sou tem  compromissos a cumprir ainda hoje. Que pena! Dizem  o silêncio, o frio e a chuva que lá fora cai.      

*****       

Um comentário:

Suzana disse...

Nossa, o Bellini era um Mister. Devia ser para a Seleção brasileira o que foram os jogadores Kaka em 2010, o Maldini para a seleção da Itália em Copas passadas, o Beckhan para a Inglaterra ate´pouco tempo atrás. Os preferidos e imbatíveis no quesito "beleza".