a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 616, referente ao período de 23 a 29 de abril de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 99612.0904 (Tim) e (81) 99277.3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 30 de julho de 2011

CRÔNICAS DE DASLAN MELO LIMA

 AQUELA LUA QUE BRILHA LÁ NO CÉU

Daslan Melo Lima


          Sou saudosista e adoro as canções românticas do passado. Muitas vezes, tenho a impressão de que ninguém faz mais músicas lindas e cheias de poesias como outrora. De vez em quando, no entanto, sou obrigado a rever meus conceitos. Ouvi no mês passado o conjunto ExaltaSamba cantar uma música que adorei, sem entrar no mérito das regras da língua portuguesa, pois a letra começa com “te” e o tratamento envereda para “você”. A composição, autoria de Thiaguinho e Pezinho, chama-se “Tá Vendo Aquela Lua”.   
  Te filmando, eu tava quieto no meu canto: / cabelo bem cortado, perfume exalando/ daquele jeito que eu sei que você gosta, / mas eu te dei um papo e você nem deu resposta. / Tudo bem! Um dia vai o outro vem! / Você deve estar pensando em outro alguém, / mas se ele te merecesse não estaria aqui. / Não! Não! Não! / Ou talvez você não queira se envolver. / Magoada, tá com medo de sofrer. / Se me der uma chance não vai se arrepender. / Não! Não! Não!
  Tá vendo aquela lua que brilha lá no céu? / Se você me pedir, eu vou buscar só pra te dar. / Se bem que o brilho dela nem se compara ao seu. / Deixa eu te dar um beijo! / Vou mostrar o tempo que perdeu. / Que coisa louca, eu já sabia! / Enquanto eu me arrumava algo me dizia: / Você vai encontrar alguém que vai mudar / A sua vida inteira da noite pro dia!
      Ontem, durante uma festa, fiquei muito emocionado ao ver vários rapazes e moças cantando o sucesso do ExaltaSamba.  Tá vendo aquela lua que brilha lá no céu? / Se você me pedir, eu vou buscar só pra te dar. / Se bem que o brilho dela nem se compara ao seu.  
      Voltei para casa em estado de graça, por saber que o romantismo continua,  enquanto no céu brilhar a Lua.
.....
Timbaúba-PE, no sétimo dia de setembro de 2011.

*****
 
MANHÃS DE SETEMBRO


Daslan Melo Lima

          Gosto da sonoridade do nome setembro. O nono mês do ano evoca algumas coisas mágicas da minha vida: o filme Quando Setembro Vier; a expectativa de que logo será outubro e estarei mais velho, pois nasci em um outubro; e a música Manhãs de Setembro, de Vanusa e Marcos Campana. 


          O inverno se despede.  A primavera está a caminho e logo mais será verão. A natureza a todo o momento ensina sábias lições. A Bíblia diz que há um tempo determinado para tudo e aprendi a não perder muito tempo fazendo a mim mesmo mil perguntas sem respostas. Estou leve para convidar você a cantar comigo Manhãs de Setembro.


Fui eu quem se fechou no muro e se guardou lá fora. / Fui eu quem num esforço se guardou na indiferença. / Fui eu que numa tarde se fez tarde de tristezas. / Fui eu que consegui ficar e ir embora. / E fui esquecida.  / Fui eu! / Fui eu que em noite fria se sentia bem / e na solidão sem ter ninguém. / Fui eu! / Fui eu que em primavera só não viu as flores / e o sol nas manhãs de setembro. //// Eu quero sair!  / Eu quero falar!  / Eu quero ensinar o vizinho a cantar! / Eu quero sair!  / Eu quero falar!  / Eu quero ensinar o vizinho a cantar nas manhãs de setembro.

***** 


AQUELE CASACO MARROM

Daslan Melo Lima

     Um dia, ouvi de um alguém especial a seguinte declaração: “Você merece uma pessoa melhor do que eu. A qualquer momento, você irá me trocar por outro alguém.“ As circunstâncias das nossas vidas tomaram outros rumos. Ninguém trocou ninguém por ninguém. Aconteceu. Encontramos em outras bocas, em outros corpos e em outros braços o que faltava em nossos beijos, em nossos contatos, em nossos abraços. 
.....

     Um casaco marrom, presente daquele alguém especial, testemunha silenciosa de recordações inesquecíveis, ficou comigo durante anos, até que um dia resolvi doá-lo a uma instituição beneficente.
.....

     Na semana passada, durante uma madrugada chuvosa do inverno timbaubense, acordei sentindo mais frio do que de costume. Levantei-me da cama e fui ao guarda-roupa para retirar um agasalho. Por alguns instantes, desejei ter como companhia aquele casaco marrom, guardião de lembranças importantes de uma fase da minha vida. 
.....
     Perdido em perguntas sem respostas, vesti um casaco vermelho, comprado recentemente. Fui dormir pedindo aos anjos que daqui a um tempo o meu casaco vermelho esteja impregnado de recordações incomuns, assim como as que um dia impregnaram aquele casaco marrom. 

*****

 QUANDO SETEMBRO VIER


Daslan Melo Lima
.....
               Confesso que são poucas vezes que utilizo meu tempo para assistir filmes novos.  Na maturidade das nossas vidas, adquirimos a consciência de que temos pouco tempo pela frente, que ele é um bem muito precioso e deve ser aproveitado com sabedoria.  No lugar de arriscar passar duas horas mais ou menos vendo um filme para no final deduzir que não valeu a pena, prefiro rever os bons filmes do passado que marcaram minha vida. Entre eles, “Quando Setembro Vier” (Come September), de Roberto Mulligan, de 1961. 

                Quando Setembro Vier” é uma deliciosa comédia romântica protagonizada por quatro ídolos inesquecíveis da minha infância, Bobby Darin, Sandra Dee, Rock Hudson e Gina Lollobrigida. No filme, Rock Hudson é proprietário de uma luxuosa vila italiana que passa o ano todo fora do país e só retorna nos meses de setembro, sem saber que na sua ausência o administrador da propriedade transforma o local em hotel. Quando Rock aparece de surpresa, em pleno mês de julho, desencadeia uma série de situações engraçadas.  Enquanto Gina Lollobrigida forma com Rock Hudson o casal maduro da trama, Bobby Darin e Sandra Dee formam o par jovem.  DEUS já convocou Bobby Darin, Rock Hudson e Sandra Dee para uma nova missão em outra dimensão. Apenas Gina Lollobrigida, aos 84 anos de idade, envelhece majestosamente. 

                
               Sofro de romantismo incurável e adoro rever “Quando Setembro Vier”, antes de setembro chegar. Revejo meus ídolos, lindos e cheios de vida, e “viajo” com eles de lambreta através de fantásticas paisagens italianas.  Sinto-me amigo de Bobby Darin e danço com a turma quando ele canta “Multiplication”. Por pouco não saio do corpo para ficar no filme, para sempre, mas o tempo e a realidade me chamam. Preciso estar com minhas emoções sob controle, quando setembro vier. 
 

*****
 UMA TAL DE SAIDEIRA


Daslan Melo Lima 

              Bebo muito pouco. Algumas doses de uísque ou alguns copos de cerveja em ocasiões especiais. A bebida deveria ser um pequeno ingrediente para compor um hino de celebração à Vida, jamais a razão de ser de uma comemoração ou uma pílula dourada para amenizar as perguntas sem respostas diante dos mistérios da vida e da morte.
        Um dia, numa mesa de bar, acompanhado de amigos, despertei para o vazio de uma coisa chamada  saideira. Alguém, quando deseja   terminar uma farra, sempre diz: traz a saideira, expresão que é um alerta para encerrar as despesas e para o garçom providenciar  o último copo de rum, uísque, vodka, cerveja...  Só que...
         ... É uma tal de saideira que não termina e só finda depois que as palavras que não deveriam ser ditas foram ditas. É uma tal de saideira que não termina e só finda depois que as confissões que jamais deveriam ser reveladas foram externadas... É uma tal de saideira que não termina e só finda depois que o corpo sinaliza para um mar de ressaca e a alma para um oceano de solidão. Só ressaca, solidão e mais nada.

*****
 
BOA NOITE AMY WINEHOUSE, DURMA BEM

 Daslan Melo Lima


                        Prezada Amy Winehouse, boa noite.

                   Sou um romântico incorrigível, por isso não apreciava muito o estilo das canções que tu interpretavas, embora enxergasse grande talento em tuas interpretações, com aquele tom de voz que transmita um quê de angústia e depressão. Como me doía o coração quando te via na televisão tombando nos palcos, esquecendo as letras das músicas, com sinais evidentes de que tinhas exagerado na bebida ou em algum tipo de droga. 

                   Sei que o excesso de sensibilidade, característica dos poetas, dos artistas e dos  sonhadores, provocou muito sofrimento em ti.   Mas tu sabias que as respostas para as perguntas sem respostas não estavam num copo de bebida. Lembra-te? Dissesse na canção Reb: ”Tentaram me mandar para a reabilitação, eu disse não, não, não... Não aprendi muito na escola, mas sei, as respostas não estão no fundo do copo.”   Se é doloroso  mergulhar dentro de nós mesmos, mais doloroso ainda são as conseqüências do mergulho nas bebidas e nas drogas. Não é fácil administrar os males da alma, mas temos que acreditar em nós mesmos e, sobretudo, em DEUS! 

                Vi hoje na televisão que teu corpo foi cremado e que, a pedido teu, tuas cinzas foram misturas às da tua amada avó Cyntia.  Que pena! Eu teria tanta coisa para conversar contigo, mas as palavras fogem nesta noite fria do inverno pernambucano, onde lá fora a chuva cai e no céu  nenhuma estrela está brilhando.

            “Boa Noite, meu Anjo, durma bem”, disse Mitch Winehouse ao se despedir do teu corpo físico.  Parodiando teu pai, eu digo: Boa Noite, menina Amy Winehouse, durma bem.

              Assim Seja!
              Um abraço, direto de Timbaúba- Pernambuco- Brasil-Planeta Terra, na noite de 26/07/2011.
              Daslan Melo Lima
*****
A GENTE SE DESPEDE COM AS IMAGENS DA SEMANA

Daslan Melo Lima

               Um dos meus programas de televisão favoritos é o Bom Dia Brasil,  na TV Globo, nas manhãs de segunda a sexta-feira, apresentado por Renato Machado e Renata Vasconcellos. Fico muito emocionado nas sextas-feiras, quando ao encerrar o telejornal Renata diz: “A gente se despede com as imagens da semana”. É quando na tela surge uma seleção de cenas dos acontecimentos que foram noticiados durante a semana, um desfile de  derrotas, vitórias, tragédias, nascimentos, mortes...
               Visto de forma isolada, as notícias ruins são depressivas, mas dentro de um contexto há uma certa harmonia, pois existe a contrapartida das notícias boas. E assim não é a vida? A Bíblia diz que há tempo para tudo sob o sol.
             O fundo musical  da seleção de imagens mostradas no final do programa nas sextas-feiras é O Lago dos Cisnes de  Tchaikovsky, famoso balé em  quatro atos, um conto de fadas onde, apesar dos encontros e desencontros,  o bem termina triunfando sobre o mal.
                Nas sextas-feiras, o programa termina e minhas lágrimas não. Desligo a televisão. O programa termina e a esperança não. Esperança de que o Bem um dia governará  este conturbado planeta Terra. 

 *****

DE TIMBAÚBA PARA AO MUNDO


  MEMÓRIA TIMBAUBENSE 

               .....
               Fausto Manoel da Silva nasceu em Timbaúba-PE, no dia  05/10/1938, e morreu na última quarta-feira, 27, no Hospital Otávio de Freitas, no Recife, onde estava internado há um mês, vítima de um AVC-Acidente Vascular Cerebral.  

               Seu Fausto foi funcionário da Escola Santa Maria de 1972 a 2001, quando se aposentou. Pessoa simples, lidando com serviços gerais,  gozava de total confiança da diretoria do educandário. Era tido como  "pau para toda obra", pois qualquer coisa que acontecesse nas instalações elétricas, hidráulicas, ou o que fosse, alguém dizia: "Chama Seu Fausto."  Seu corpo foi velado na Rosa Master e sepultado na quinta-feira, 28, à tarde, no Cemitério de Santa Cruz. 
          
               Fausto era meu vizinho, uma pessoa muito reservada que morava só numa casa imensa. Algumas pessoas que residem na frente do seu imóvel tinham despertado para sua ausência ao sentirem um mau cheiro que vinha do terraço. Apreensivas, elas fizeram contato com uma irmã de Fausto. A polícia foi acionada, pulou o muro e arrombou uma porta. Ele foi encontrado caído ao lado da cama, vítima de um AVC. Acredita-se que já fazia dois dias que Fausto estava nessa situação. Levado ao Memorial Ferreira Lima, daí foi encaminhado para o Hospital Otávio de Freitas, no Recife, onde permaneceu em coma até a morte.

Á
 *****
.....
CONCURSO LOGOMARCA FUNJADER 
.....
Capítulo I -  DO CONCURSO E SEU OBJETIVO: Art. 1º - A Direção da Fundação Jader de Andrade - FUNJADER, institui o CONCURSO “Logomarca da FUNJADER”, como parte das festividades do seu primeiro aniversário. a ser realizado em julho/setembro de 2011, em Timbaúba – Pernambuco. As finalidades e condições deste concurso estão contidas neste Regulamento. Art. 2º - O objetivo do concurso “Logomarca da FUNJADER”, é escolher a melhor proposta de logomarca para a Fundação.Parágrafo Único.  A logomarca escolhida poderá fazer parte das diversas peças, tais como folder, cartazes, home page, impressos, envelopes e outras peças definidas pela Direção da Fundação Jader de Andrade. 
Capítulo II - DA PUBLICIDADE DO CONCURSO: Art. 3º - O lançamento do concurso será feito no dia 20 de julho de 2011 e disponibilizado seu edital nos sites (www.passarelacultural.com & www.cenariocultural.com )  que conterá: §1º A comunicação entre inscritos e a comissão organizadora se dará exclusivamente pelo endereço funjader@cenariocultural.com. §2º Termos aditivos ou avisos complementares poderão ser publicados no blog a juízo da Comissão Organizadora do evento.
Capítulo III - DOS PARTICIPANTES:Parágrafo Único. Poderá participar do concurso, de que trata este Regulamento, qualquer pessoa idônea com restrição apenas aos membros da comissão organizadora e avaliadora do evento.
Capítulo IV - DAS INSCRIÇÕES: Art. 5º -  A inscrição dar-se-á pelo e-mail funjader@cenariocultural.com . Não haverá inscrições via correio ou outra forma qualquer que não seja através do e-mail indicado.§ 1º A apresentação da logomarca deve obedecer aos requisitos estabelecidos no Capítulo V deste Regulamento.§ 2º A logomarca deverá ser enviada, através do e-mail, em imagem de alta resolução, para ser reduzida ou ampliada, sendo aceitos somente formatos: .jpg, cdr  juntamente com as fontes utilizadas.§3º O trabalho da logomarca deverá ser enviado junto com a inscrição através do e-mail funjader@cenariocultural.com especificando no assunto “concurso logomarca”.§4º A inscrição será feita no período de 20 de julho a 31 de agosto, cabendo à comissão organizadora o direito de prorrogar ou não este prazo.§5º A inscrição é gratuita não sendo aceita após o  período definido no Artigo 4º deste regulamento.§6º Cada participante poderá apresentar número ilimitado de trabalhos.Art. 6º -  O envio do arquivo pelo participante, ao concurso, implicará na sua aceitação plena das condições estabelecidas neste Regulamento.Art. 7º - Ao efetuar a inscrição, o candidato receberá, no e-mail cadastrado na inscrição, o comprovante de inscrição e de envio do arquivo e será sua garantia de participação no concurso.
Capítulo V - DA FORMA DE APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS: Art. 8º -  Serão apreciados os trabalhos que forem originais e inéditos;§ 1º Os trabalhos poderão ser executados em qualquer técnica.§ 2º Os trabalhos não podem ser assinados ou possuírem qualquer tipo de identificação do autor, ou outra forma que comprometa o seu anonimato, restringindo-se apenas ao preenchimento do formulário de inscrição.§ 3o Não serão apreciados os trabalhos que não observarem as exigências estabelecidas neste Regulamento.
Capítulo VI - DO TEMA DO TRABALHO: Parágrafo Único. Os trabalhos inscritos deverão obedecer ao tema Fundação de Cultura Jader de Andrade.
Capítulo VII - DAS COMISSÕES E DO JULGAMENTO DOS TRABALHOS:Art. 9º - Os trabalhos serão julgados pela Comissão Avaliadora, que será composta pela Diretoria da FUNJADER.§1º- A Comissão Avaliadora escolherá inicialmente os cinco melhores trabalhos inscritos no concurso e posteriormente será feita a escolha do melhor trabalho. Os três melhores trabalhos serão publicados nos sites (www.passarelacultural.com & www.cenariocultural.com )  ao término do concurso. §2º- Se a Comissão Avaliadora decidir que nenhum dos trabalhos apresenta os requisitos exigidos, lavrará ata sucinta, esclarecendo as razões de sua decisão, da qual não cabe recurso. Parágrafo Único - A apreciação dos trabalhos pela Comissão Avaliadora deve se pautar pela elegibilidade, ou seja, os trabalhos que não estiverem em consonância com o presente regulamento, serão automaticamente desconsiderados, não cabendo qualquer recurso do(s) participante(s).Art. 10 - São critérios que orientarão o julgamento dos trabalhos pela Comissão Avaliadora: Criatividade (visão nova de logomarca);Originalidade (desvinculação de outras logomarcas existentes); Comunicação (transmissão da idéia e universalidade);Aplicabilidade (seja em cores, em preto e branco, em variadas dimensões e sobre diferentes fundos);
Capítulo VIII - DA CLASSIFICAÇÃO: Art.11 -  A Comissão Avaliadora se reunirá em separado, para conferir pontos a cada um dos trabalhos, considerando os critérios definidos no Capítulo VI deste Regulamento.§ 1º Os trabalhos receberão, de cada membro da Comissão Avaliadora, pontos que variam de 01 (um) a 05 (cinco).§ 2º A classificação se dará pela ordem decrescente de pontos, resultante da soma individual dos pontos dados pelos membros da Comissão Avaliadora a cada trabalho.§ 3º Havendo empate, a Comissão Avaliadora proferirá o voto de desempate. Art.12 -  O resultado do Concurso será anunciado nos sites (www.passarelacultural.com & www.cenariocultural.com ).Art.13 - A verificação, em qualquer etapa do concurso, de irregularidade, inexatidão de dados ou falsidade de declaração implicará na eliminação do candidato e na anulação de todos os atos dela decorrentes, sem prejuízo das sanções civis e penais cabíveis.Art.14 - A Comissão Avaliadora, no uso de suas prerrogativas, poderá deixar de conceder a premiação, se entender que os trabalhos apreciados não preenchem os requisitos estabelecidos por este Regulamento. Art.15 - A decisão da Comissão Avaliadora será soberana e de caráter irrevogável, não cabendo qualquer recurso por parte do participante.
Capítulo IX - DA PREMIAÇÃO: Art.16 - Serão agraciados os três melhores trabalhos classificados pela comissão avaliadora. Sendo os mesmos concedidos gentilmente pela Comissão Organizadora da FUNJADER.Parágrafo Único. Os três selecionados receberão diplomas e troféus.Art.17 - Os prêmios serão entregues pela Comissão Organizadora da FUNJADER, em data a ser definida.
Capítulo X - DISPOSIÇÕES FINAIS:Art. 18 - Os trabalhos inscritos no concurso terão sua propriedade intelectual cedida de pleno direito e por prazo indeterminado à FUNJADER, não cabendo a qualquer órgão quaisquer ônus sobre seu uso, pagamento de cachês, direitos autorais e outros pagamentos/ressarcimentos que venham a ser reivindicados pelos participantes do concurso, inclusive sendo-lhe permitido fazer adaptações, visando a sua adequação ao conceito e à imagem institucional. Art. 19 - Os trabalhos enviados para o concurso não serão devolvidos e passarão a ser propriedade da Comissão Organizadora, que, deles, poderá fazer uso como o desejar.Art. 20 - A Comissão Organizadora do concurso da Logomarca, poderá cancelar o concurso de que trata este Regulamento, em razão de caso fortuito ou de força maior e também por insuficiência de inscrições, a seu critério, sem que isso importe em qualquer direito indenizatório.Art. 21 - Os membros da Comissão prestarão sua colaboração gratuitamente, não fazendo jus a qualquer honorário.Art. 22 - Os casos omissos neste Regulamento serão decididos pela Comissão de Organização do Concurso.Art. 23 - Este Regulamento entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições em contrário.
Timbaúba-PE,  20 de julho de 2011.
*****

DE MACAPARANA PARA O MUNDO

MACAPARANA, O CHORO INVISÍVEL DOS ANJOS

Daslan Melo Lima

                 
                 Há um mês estive em Macaparana, essa hospitaleira cidade vizinha de Timbaúba, ex-distrito da Princesa Serrana. Disseram-me que a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Amparo estava sendo restaurada e entrei no templo para conferir.  Tomei um choque como se tivesse levado um soco no estômago. O cenário me deprimiu e o que vi doeu no fundo da minh’alma. 

               Longe de mim a ideia de entrar em confronto com quem teve a iniciativa de "restaurar" a Igreja, mas quando entrei no templo o que vi foi a destruição de coisas que fazem parte do patrimônio religioso, histórico e sentimental de um povo:  o altar-mor, a sacristia, o mosaico, etc. Existe por aí tecnologia suficiente para ampliar. modernizar e melhorar as instalações de um bem imóvel sem prejuízo das suas características originais internas e externas. 

              Na semana passada, a fachada da Igreja desmoronou. Talvez tenha sido reflexo dos abalos na estrutura da obra. Não sou engenheiro e nada posso afirmar. Mas sou poeta e  algo me diz que foi  o resultado do choro invisível dos Anjos, inconsoláveis com a “restauração" da Igreja.
             ________

As pessoas dispostas a colaborar com a reconstrução do templo devem fazer suas doações para a Paróquia de N.S.do Amparo, através do Banco do Brasil, Ag. 2257 – 8, Conta Poupança 010011793 - 7.

*****

SESSÃO NOSTALGIA - MISSES NUMA TARDE DE INVERNO

Daslan Melo Lima

              Timbaúba-PE, tarde fria do último sábado de julho de 2011. Ao meu redor, várias álbuns de recortes sobre concursos de Misses, mágica paixão que me acompanha desde a infância. Vontade de nada escrever, apenas de ver o tempo passar mergulhando lentamente em dezenas de recortes que mostram mulheres lindas que ocupam doces lembranças em meu coração. Entre tantas, aleatoriamente, destaques para cinco deusas de um álbum da década de 1980.

.....

MARTHA VASCONCELLOS, Miss Bahia, Miss Brasil e Miss Universo 1968, em propaganda da filial da empresa Presentes Rachel, localizada no terceiro pavimento do Shopping Center Iguatemi, em Salvador-BA. O anúncio, publicado no jornal "A Tarde", em 17/08/1981, transmitia um charme incomun, graças a Martha Vasconcelos, um orgulho nacional.

MARY ANN STAVIN, Miss Suécia, Miss Mundo 1977, fotografada quando esteve no Rio de Janeiro, em julho de 1983, divulgando o filme "007 Contra Octopussy", onde desempenhava o papel de uma "gata-polvo".
ALDILENE LOPES, Miss Cabo de Santo Agostinho 1983, semifinalista no Miss Pernambuco, em foto de junho de 1984. Era a mais alta candidata ao título de Miss PE 1983, no ano em que a vencedora foi Mônica Lima, Miss Igarassu. Assisti ao vivo ao concurso, realizado numa tarde de sábado, no Centro de Convenções de Pernambuco. A linda morena tinha tudo para ter ido mais longe naquele certame.  A imagem de Aldilene Lopes é uma das mais gratas recordações que trago daquele 1983. Detalhe: Na época, a cidade de Cabo de Santo Agostinho chamava-se apenas Cabo.
JANE BEZERRA, Miss Rio Grande do Sul 1975, em foto de abril de 1982, aos 23 anos de idade, quando atuava como modelo e tinha trabalhado como atriz no programa "O Planeta dos Homens", da Rede Globo. Sua não inclusão entre as semifinalistas do Miss Brasil 1975, ano em que a vitoriosa foi Ingrid Budag, Miss Santa Catarina, descontentou o público. 


MÁRCIA CRISTINE MACEDO, Miss Rio de Janeiro 1982, em foto de maio de 1983, aos vinte anos de idade. Márcia Cristine empatou em terceiro lugar com Simone Valença Duque, Miss Pernambuco, no concurso Miss Brasil 1982, ano em que a eleita foi Celice Pinto Marques, Miss Pará, e a segunda colocada Solange Frazão, Miss São Paulo. Na época da imagem, Márcia Cristine estava no México, na condição de convidada especial dos organizadores do Miss Universo, para compor a comissão julgadora do Miss México 1983.
                 .....

               Timbaúba-PE,  noite fria do último sábado de julho de 2011. Ao meu redor, várias álbuns de recortes sobre concursos de Misses, mágica paixão que me acompanhará enquanto eu viver. Vontade de nada escrever, apenas de saborear o momento ao lado destes recortes, enquanto lá fora a chuva cai, copiosamente cai.
***** 

sábado, 23 de julho de 2011

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO

   O 1º ANIVERSÁRIO DA FUNJADER - FUNDAÇÃO JADER DE ANDRADE
.....
 
Integrantes da diretoria da Funjader-Fundação Jader de Andrade

               Na quarta-feira, 20, a diretoria da Funjader, Fundação Jader de Andrade, celebrou o 1º aniversário de criação da instituição, no Centro Cultural Marcos Vasconcelos.  A Funjader é uma entidade apolítica e sem fins lucrativos, presidida por Jefferson Leal, cujo objetivo é promover  ações e somar esforços para o bom andamento da cena cultural timbaubense.
              Na ocasião, o presidente da Fundação explicou aos presentes a missão da Funjader e em seguida houve uma hora de arte, quando Cleydson Monteiro e Daslan Melo Lima declamaram poemas de Jader de Andrade; Dierson Leal interpretou um texto cômico e  a artista plástica Joselma Carneiro de Melo, caracterizada de Fridha Kalo, doou uma tela de sua autoria à Fundação e declamou um monólogo retratando a situação lamentável em que se encontra o Cine-Teatro Recreyos Benjamin, momento em que foi entusiasticamente aplaudida de pé. Após o final da hora de arte foi servido um coquetel aos presentes.
               Logo mais, estarei postando o regulamento do concurso para criação da logomaca da Fundação Jader de Andrade. 

                                               Kênia Rocha e Joselma Melo
 Risoaldo Sassá e Joselma Melo

Ariadne, Antônio José Paz de Menezes, Elizabete e  Augusto

*****
UM FATO EM FOCO
.....
               A professora Tania Maria Mendes,  da OSSAM, Obra Social Santa Maria,  foi  homenageada no Fórum de Direitos da Criança e do Adolescente de Pernambuco, realizado nos dias 13 e 14, por sua brilhante atuação em prol dos direitos das crianças e adolescentes timbaubenses. O evento aconteceu no auditório Rossini Alves Couto, do Ministério Público de Pernambuco, no Recife.

Tania Maria Mendes
Tania Maria Mendes e Irmã Sofia
Madalena Fuchs, Presidente do Conselho de Defesa da Criança e do Adolescente de Pernambuco, Irmã Sofia e Tania Maria Mendes
 *****
MEMÓRIA TIMBAUBENSE
.....
Uma família dos anos 60. ***** Casal José Rodrigues Primo-Judith Rodrigues de Menezes com suas três filhas, quatro filhos, a nora e a neta. ***** Sentados,  José Rodrigues, de terno branco, e sua esposa Judith, de vestido escuro. Ao lado de Judith, o filho Flávio e ao lado de José Rodrigues a nora  Ozita, esposa de Flávio, com a filha Cristina no colo. As duas meninas de branco na fila da frente são Vera Lúcia e Flávia e o pessoal atrás é Maria de Fátima, Fernando, Flávio e Fázio.
*****

SESSÃO NOSTALGIA (ESPECIAL) - CONCURSO MISS BRASIL 2011

      

 Daslan Melo Lima

PRÓLOGO

                        E lá se foi mais um concurso Miss Brasil. Todos nós sabemos que é muito difícil o resultado de um certame de beleza agradar a todos. É raro haver unanimidade. Vou registrar meus  comentários, mas quero deixar claro que, das 27 concorrentes ao título máximo da beleza brasileira, conheço pessoalmente apenas três delas, Vanessa Gabriella Rocha, Miss Bahia; Leydiane Vasconcelos, Miss Pernambuco, e Priscilla Durand, Miss Paraíba.  Como afirmei na minha crônica da semana passada, sei muito bem que uma coisa é opinar por imagens nos sites e na televisão e outra é emitir uma opinião depois de conhecer todas as Misses pessoalmente. Minha análise é com base no que vi pela televisão. Talvez, se eu estivesse assistindo ao evento lá no HSBC, em São Paulo, o teor dos meus pontos-de-vista fossem outros. 


TOP 10

               
               Antes de assistir ao concurso pela televisão, a minha lista das 10 mais era a seguinte, por ordem alfabética dos Estados: Miss Amazonas, Tammy Cavalcante; Miss Bahia, Vanessa Gabriella; Miss Ceará, Anastácia Duarte; Miss Distrito Federal, Alessandra Baldini; Miss Paraíba, Priscilla Durand; Miss Piauí, Renata Lustosa; Miss Santa Catarina, Michelly Bohnen; Miss Rio Grande do Norte, Daliane Menezes; Miss Rio Grande do Sul, Priscila Machado; e Miss São Paulo, Rafaela Butareli.
               Durante o programa na TV, revi minha lista e fiz algumas modificações. Seis misses da minha relação original foram incluídas no Top 10 da comissão julgadora: Miss Amazonas, Miss Bahia, Miss Distrito Federal, Miss São Paulo,  Miss Rio Grande do Norte e Miss Rio Grande do Sul. Lamentei as ausências de Miss Piauí, Renata Lustosa, e de Miss Santa Catarina, Michelly Bohnen, mas gostei de ver no Top 10 Miss Acre, Daniele Knidel, e Miss Mato Grosso do Sul, Raiza Vidal.  

TOP 5

                
               Fazer a minha lista do Top 5 não foi fácil, mas terminei optando por Miss Bahia, Miss Distrito Federal, Miss Rio Grande do Norte, Miss Rio Grande do Sul e Miss São Paulo. O Top 5 anunciado foi: Miss Bahia, Miss São Paulo, Miss  Acre,  Miss Rio Grande do Sul e Miss Amazonas.  Lamentei a não inclusão de Miss Distrito Federal e Miss Rio Grande do Norte. Acredito que Miss Mato Grosso do Sul também seria uma boa opção para o Top 5. Fiquei satisfeito de ver Miss Acre e Miss Amazonas entre as cinco mais. Pelo conjunto, e pela resposta na entrevista, torci para que a Miss Amazonas fosse eleita, mas ela ficou apenas em quinto lugar. Devido à sua simpatia e jovialidade, a vitoriosa também poderia ter sido Miss Acre, terceiro lugar. Nenhuma jovem da minha lista original para Top 3 (Miss Ceará, Miss Distrito Federal e Miss São Paulo) ficou entre as três mais. A paulista conseguiu apenas o quarto lugar. 

 

               Quando Miss Bahia e Miss Rio Grande do Sul ficaram frente a frente  aguardando o resultado final, fiquei de pé e comecei a gritar Bahia ! Bahia! Bahia ! As vozes de três amigos que estavam ao meu lado fizeram coro comigo: Bahia ! Bahia! Bahia!  A baiana Gabriella Rocha ficou em segundo lugar e Priscila Machado, Miss Rio Grande do Sul, foi eleita Miss Brasil 2011.

                                                      DETALHES

 .....
1)                                     1 - Gostei das personalidades convidadas para a comissão julgadora, foto acima, entre elas o modelo Paulo Zulu, a Miss Brasil 2005 Carina Beduschi e a atriz Angelita Feijó. Um título de Miss é para sempre. Quando anunciaram o  nome de  Angelita estranhei não terem  dito que ela é a Miss Fernando de Noronha 1986. 2 - Gostei da segurança da apresentadora Adriane Galisteu. Quanto à Nayla Micheriff, Miss Brasil 1997, evoluiu bastante como apresentadora. Notei seu rosto estranho, como se estivesse inchado devido a alguma recente intervenção cirúrgica. 3 - Adorei  o discurso e o poder de comunicação de Débora Lyra, Miss Brasil 2010. Pelo que li numa revista, Débora enfrentou  problemas sérios em sua vida pessoal durante o seu reinado. Teve depressão, ganhou alguns quilos, o pai e a mãe perderam seus empregos e  o seu veículo foi tomado durante um assalto. 4 -  Desnecessárias as palavras de Nayla Micheriff ao dizer que Débora Lyra tinha perdido os 15 quilos que tinha adquirido durante o seu reinado. 5 -   Achei o evento dinâmico, mas dispensaria os bailarinos. 6 -  Gostei de ver Renata Lustosa, Miss Piauí,  recebendo o título de Miss Simpatia Lux e lamentei o fato dela ter ficado fora das semifinalistas. 7 -  Sou contra a forma como as perguntas são feitas ao Top 5. Para mim, a fórmula ideal seria uma pergunta única para cada Miss, de modo que as outras ficassem numa cabine à prova de som, a fim de não escutarem as respostas das outras. 8 -  Como a segunda e a terceira colocadas irão representar o país em outros concursos internacionais, Miss Beleza Internacional e Miss Continente Americano, respectivamente, isso deveria ser dito por uma das apresentadoras. 9 - No momento de anunciar o resultado final, entendo que  o Top 5 deveria estar com seus vestidos longos. 10 - O excessivo piscar de olhos da vencedora. Tique nervoso?

                                                                       
EPÍLOGO

                           
                     Desejo boa sorte a você, Priscila Machado, Miss Rio Grande do Sul, Miss Brasil 2011. Você não estava na minha lista para o Top 3, mas vou torcer para que tenha uma boa classificação no Miss Universo. Não tenho dúvida que  fará todo o possível para representar muito bem o nosso imenso país-continente no concurso Miss Universo.   
                Desejo que saiba aproveitar o seu reinado com sabedoria e  que use sua beleza em campanhas que visem a construção de um mundo melhor .
                Desejo que daqui a uns anos a nova geração de missólogos  possa ter boas e mágicas recordações de você, iguais às que tenho de várias Misses Rio Grande do Sul que um dia foram eleitas Miss Brasil.

                                                                          *****    

sábado, 16 de julho de 2011

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO


MEMÓRIA TIMBAUBENSE

AS PASTORAS -  O Bloco das Pastoras marcou época nos carnavais timbaubenses da década de 1970. Da esquerda para a direita, na fila de trás, as “pastoras” de 1972: Alencar, Mario Marlúcio, José Carlos Cisneiros, Belarmino, Lamartine Lira, José Mário Guerra (falecido), Leonardo Maranhão, João Hélio do IBGE, Airon (falecido), Inauri, Pedro de Barros, Ivan Pedrosa (falecido) e Esdras. À frente, Iran Freire, a “borboleta” Lusivan Suna, a “diana” Alfredo Campos Neto e Antônio Monteiro.  (Foto: Acervo de João Hélio Guerra).
*****

DE ALAGOAS PARA O MUNDO


RIVALDO PAURÍLIO CARDOSO, UM ORGULHO ALAGOANO   

Daslan  Melo Lima 

Rivaldo Paurílio Cardoso. Foto-reprodução: Jornal do Commercio, Recife-PE,14/07/2011
             O alagoano Rivaldo Paurílio Cardoso, 68 anos, foi uma das 16 vítimas fatais do avião que caiu em um terreno baldio na Praia de Boa Viagem, Recife-PE, na quarta-feira, 13, às 06h54min18s, três minutos após ter decolado da pista 18 do Aeroporto Internacional do Recife. Rivaldo Paurílio Cardoso era o piloto da aeronave e deveria estar de folga, mas trocou o plantão com um colega de trabalho. Ele era muito solidário e sempre substituía os colegas nos voos da empresa.  

Primeira página do Jornal do Commercio, Recife-PE, 14/07/2011
                Radicado no Recife, Rivaldo era Brigadeiro aposentado da Aeronáutica há 10 anos, mas não conseguiu parar de pilotar. Começou a trabalhar em empresas privadas, inclusive com o transporte de cargas. Há um ano passou a voar pela Noar. Deixou mulher e três filhos adultos.  De acordo com a família, o Brigadeiro teria dito que, caso morresse durante um voo, as cinzas fossem jogadas no mar de Pajuçara, já que era apaixonado por Maceió.
               A tragédia teria sido ainda maior se Rivaldo e o copiloto Roberto Gonçalves não tivessem evitado o choque contra algum dos muitos prédios em volta do local do acidente.
               A alma de um herói alagoano voou para uma nova missão em outra dimensão e suas cinzas receberão como túmulo a beleza azul do mar de Pajuçara. Assim Seja !

*****

SESSÃO NOSTALGIA – MISS BRASIL 2011, OS SONHOS CONTINUAM


Daslan Melo Lima

                        Resolvi atender as dezenas de e-mails de leitores que me pediram que eu postasse em PASSARELA CULTURAL a minha relação de favoritas ao título de Miss Brasil 2011. Antes, desejo ressaltar que, das 27 concorrentes ao título máximo da beleza brasileira, conheço pessoalmente apenas três delas, Vanessa Gabriella, Miss Bahia; Leydiane Vasconcelos, Miss Pernambuco; e Priscilla Durand, Miss Paraíba.  
                        Sei muito bem que uma coisa é ver as Misses nas fotos, nos sites, na televisão, e outra é vê-las pessoalmente.  Talvez minha lista fosse outra, caso eu conhecesse todas ao vivo. É provável que alguma Miss saia da minha lista e ceda lugar a outra que não esteja na minha relação, quando eu estiver no sábado assistindo ao concurso pela televisão. De alguma forma, por ordem alfabética, eis o meu Top 10: Miss Amazonas, Tammy Cavalcante; Miss Bahia, Vanessa Gabriella; Miss Ceará, Anastácia Duarte; Miss Distrito Federal, Alessandra Baldini; Miss Paraíba, Priscilla Durand; Miss Piauí, Renata Lustosa; Miss Santa Catarina, Michelly Bohnen; Miss Rio Grande do Norte, Daliane Menezes; Miss Rio Grande do Sul, Priscila Machado; e Miss São Paulo, Rafaela Butareli.
               Quando ao meu Top 3, sem ordem de classificação, suponho que o título de Miss Brasil 2011 deverá ficar com uma destas jovens abaixo:
Miss Ceará, Anástacia Duarte
Miss Distrito Federal, Alessandra Baldini
Miss São Paulo, Rafaela Butareli
                Fui criança nos mágicos anos 60, quando o Brasil , tal como em época de Copa do Mundo, parava para acompanhar os concursos de Miss Brasil. Na minha alagoana São José da Laje, sem televisão, as pessoas acompanhavam a transmissão pelo rádio. As imagens das Misses só íamos ver quando chegavam as revistas O Cruzeiro, Manchete e Fatos & Fotos
Ano de 1961. Há 50 anos, o Top 3 do Miss Brasil. Da esquerda para a direita, Vera Maria Brauner, Miss Rio Grande do Sul, segunda colocada; Stael Rocha Abelha, Miss Minas Gerais, primeiro lugar; e Alda  Coutinho de Moraes, Miss Guanabara, terceira colocada. (Foto: revista O Cruzeiro)
                No sábado, 23, diante da televisão, o menino que um dia eu fui estará outra vez vivendo um sonho, embora tanta coisa tenha mudado, assistindo ao Miss Brasil, tranquilo, cantando em silêncio aqueles versos singelos, antigos e patrióticos da música  Canção das Misses, de Lourival Faissal.     
Os Estados brasileiros se apresentam /  nesta festa de alegria e esplendor. / Jovens misses seus Estados representam / seus costumes, seus encantos, seu valor. 
Em desfile, nossa terra, nossa gente, / pela glória do auriverde em céu de anil. / Sempre unidos Leste, Oeste, Norte, Sul, / na beleza das mulheres do Brasil.”       
*****