a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 628, referente ao período de 16 a 22 de julho de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefones: (81) 9.9612-0904 (Tim) e (81) 9.9277-3630 (Claro) ***** WhatsApp: +55 81 99612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 21 de maio de 2011

SESSÃO NOSTALGIA - Renata Bessa, Miss Brasil 1995, além do arco-íris

-->
Daslan Melo Lima
PRÓLOGO
               Sem patrocinadores importantes, sem câmaras de televisão, sem maior visibilidade na mídia. Foi assim que transcorreu o concurso Miss Brasil 1995, coordenado com amor e muito boa vontade pelo saudoso Paulo Max, que desde o ano anterior tinha conquistado a franquia para representar o Miss Universo no país.  O evento estava em baixa. Sem a repercussão nacional dos Diários e Emissoras Associados, que tinha feito o seu último Miss Brasil em 1980. Sem a divulgação do SBT, do Sílvio Santos, cujo último Miss Brasil, do que se convencionou chamar “era SS”, tinha sido em 1989. O Brasil não tinha participado do Miss Universo em 1990, e de 1991 a 1993, o Miss Brasil  esteve sob a coordenação de Marlene Brito.  

Domingo 2 foi o dia de cinderela da mineira Renata Bessa, 1,71 m de altura, 54 quilos e 18 anos de idade: Renata foi eleita Miss Brasil. O concurso foi realizado na casa de espetáculos Scala, no Rio de Janeiro. Não foi televisionado nem teve patrocinadores. Acabou às nove da noite em ponto, para não atrasar a apoteose do evento: um tradicional show de mulatas. No dia 12 de maio, Renata pisará uma passarela na Namíbia, na África, concorrendo pelo título de Miss Universo. Por enquanto, como Miss Brasil, Renata ganhou: R$ 5 mil, um traje de gala, um anel de ouro, muita bijuteria e produtos de beleza. Coroada e com lágrima nos olhos, ela falou: “Tive uma emoção imensa e meu pensamento foi para minha mãe. Ela morreu há seis anos e sonhava que eu seria miss um dia. O nível das concorrentes estava ótimo. Ficaria feliz até com a segunda classificação.” Renata estuda Contabilidade. Quer cursar também Arquitetura, ser modelo, casar e ter filhos. (Revista ISTOÉ, 12/04/1995)


Renata diz: "My name is Renata Bessa. I come from the heart of the Amazonian forest: Brazil!"
Foto: vídeo Miss Universo - Fonte: www.missesemmanchete.blogspot.com

               Renata Aparecida Bessa Soares, Miss Minas Gerais, Miss Brasil 1995, não obteve classificação no Miss Universo, realizado em  Windhoek, Namíbia, cuja vencedora foi  Chelsi Mariam-Pearl Smith, Miss Estados Unidos, mas destacou-se como segunda colocada no desfile de trajes típicos.

               Descobri recentemente que eu e Renata Bessa temos algo em comum: adoramos a canção Over The Rainbow (Além do Arco-íris), imortalizada por Judy Garland no famoso filme The Wizard of Oz (O Mágico de Oz). 

                           RENATA BESSA, O TALENTO DA DESIGNER DE JÓIAS
Ela despontou no mundo da joalheria em 2004, quando conquistou o 1º lugar na categoria Revelação do AngloGold Designer Forum Brasil. Estudante de Publicidade e Moda naquela época, abraçou a profissão de designer de jóias e hoje vem fazendo sucesso com suas criações.Renata Bessa é formada em Comunicação Social / Publicidade e Propaganda pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e Especialista em Design de Moda pela FUMEC - Fundação Mineira de Educação e Cultura.
Peça finalista no AngloGold Ashanti AuDitions Brasil 2006,  inspirada no livro homônimo do físico austríaco Fritjof Capra. O top foi confeccionado em ouro branco e tecido ecológico, com o patrocínio da Talento Jóias.
Há dois anos, Renata foi eleita Designer Revelação no AngloGold Designer Forum Brasil com a peça "Raízes e Formas", um cachecol com 320g de ouro, renda nordestina, penas de ganso e franjas de semente de morototó. Como prêmio do concurso, recebeu uma bolsa de estudos que a possibilitou cursar ourivesaria, cravação e modelagem em cera na Escola Mineira de Joalheria e também fazer Pós-Graduação em Design de Moda. Surgia então a oportunidade de se tornar profissional no ramo da joalheria e de aprofundar seus conhecimentos em design e produção de jóias.
 

A partir daí, conquistou mais prêmios: foram dois títulos nacionais no Tahitian Pearl Trophy 2005 (primeiro lugar em parceria com Patrícia Chamon na categoria Acessório e terceiro lugar na categoria Jóia Masculina), finalista do AngloGold AuDitions Brasil 2006 com a peça "Teia da Vida" e o Bronze Prize no Samshin International Diamonds Jewelry Design Awards 2006, na Coréia do Sul. Em parceria com a designer Rachel Távora, finalista do Tanzanite Celebration of Life Jewellery Design Awards (Categoria International Luxury Brands).
Em parceria com a designer Rachel Távora, é finalista do Tanzanite Celebration of Life Jewellery Design Awards (Categoria International Luxury Brands), competição cujo encerramento acontece neste início de 2007 nos Estados Unidos. (Fonte: joia.com.br, destaques 2007)
                                 RENATA BESSA, ALÉM DO ARCO-ÍRIS

A personagem Dorothy Gale, do clássico "O Mágico de Oz", cai como uma luva para descrever a personalidade da designer de jóias Renata Bessa, 31. Bela, delicada e dona de um talento ímpar, Renata também enfrentou "ciclones" em sua trajetória de vida, mas soube encarar desafios e obter reconhecimento em todas as áreas a que se propôs batalhar. Aos 12 anos, perdeu os pais de uma forma trágica. O episódio deu forças para que trilhasse seu próprio caminho e conquistasse, em 1995, o título de Miss Brasil, realizando um antigo sonho da mãe. Sem se acomodar apenas nos atributos da beleza, Renata formou-se em publicidade e propaganda, mas foi na faculdade de moda que descobriu sua verdadeira vocação. Após vencer um concurso de design de jóias na categoria revelação, não parou mais. Atualmente, acumula oito prêmios na bagagem e acaba de montar uma grife que leva seu nome. Casada com o empresário Zezé Perrella há 12 anos, Renata trabalhou, ainda, com o grupo Giramundo, onde aprendeu a confeccionar bonecos. Assim como Dorothy, sua personagem favorita, Renata Bessa parece não só acreditar - como viver - em um mundo “além do arco-íris”, repleto de promissoras possibilidades. (www.jornalpampulha.com.br, 10/05/2008)
 DECLARAÇÕES DE RENATA BESSA
O Mágico de Oz - Esse filme marcou a minha infância e até hoje me inspira em tudo que faço. Ele representa o desejo de uma pré-adolescente que tenta escapar da desesperança do mundo, desde a tristeza da chuva até o brilho do novo mundo. Ela acredita num mundo além do arco-íris, onde existe alegria, paz, onde não há maldade.
Fotografias - Adoro registrar momentos e pessoas. Amo fotografia, acredito que uma foto eterniza um instante. Gosto de pegar pequenas artes da natureza, como paisagens, montanha, mar, pôr-do-sol, e fotografo também pessoas, principalmente em momentos de descontração. Acho importante falar que as coisas da natureza que fotografo me inspiram no design. Tenho mais de mil fotos de orquídeas, elas servem muito de referência para o trabalho, principal - mente para perceber movimentos e perspectivas das formas
Miss Brasil 1995 - O título de Miss Brasil foi um acontecimento que representa muito na minha vida. Meus pais morreram há 20 anos e o sonho da minha mãe era que eu me tornasse miss. Aconteceu de forma inesperada e tenho isso como um presente para ela. Aos 16 anos, conheci o Márcio Bonfim (colunista social), que me indicou para desfilar no Glamour Girl de Minas Gerais. Tirei primeiro lugar, em 1993. No ano seguinte, ele me indicou para o concurso Garota Turismo e, como venci, ele me indicou para ser Miss Contagem. Daí, virei Miss Minas Gerais e, depois, veio o título de Miss Brasil, em 1995. Foi indescritível, principalmente pela minha história de vida. (www.jornalpampulha.com.br, 10/05/2008)
Renata Bessa foi casada com José Perrella de Oliveira Costa, o Zezé Perrella, presidente do Cruzeiro Esporte Clube. (Foto: www.marlonjose.blog.uol.com.br, 20/02/2011)

Renata Bessa, dezesseis anos após ter sido coroada Miss Brasil. - Foto: www.voy.com/185349/
 EPÍLOGO
               A música Over the Rainbow (Além do Arco-íris) , de Harold Arlen (1905-1986) e Edgar Yipsel  Harburg (1896-1981), foi interpretada por Judy Garland (1922-1969), no filme The Wizard of Oz (O Mágico de Oz), de 1939, dirigido por Victor Fleming (1889-1949). Tanto o livro, escrito por Lyman Frank Baum (1856-1919), como o filme e a música, continuam encantando pessoas sonhadoras de todas as partes do mundo.
Judy Garland numa cena do filme O Mágico de Oz.
                   Neste sábado nublado do outono pernambucano, canto Over the Rainbow (Além do Arco-íris) , Oscar de Melhor Canção de 1939, a música preferida de Renata Bessa, Miss Brasil 1995, com minh'alma ainda cheia de sonhos. O garoto que um dia eu fui acredita que "em algum lugar além do arco-íris os céus são azuis. Se felizes passarinhos azuis voam para além do arco-íris, por que, por que eu também não posso?"

  
Em algum lugar além do arco-íris, bem lá no alto
Tem uma terra que eu ouvi falar um dia numa canção de ninar
Em algum lugar além do arco-íris os céus são azuis
E os sonhos que você ousa sonhar realmente se realizam.

Um dia vou fazer um pedido pra uma estrela e acordar bem além das nuvens
Onde problemas derretem como gotas de limão acima das chaminés
É lá que você vai me encontrar, em algum lugar além do arco-íris
Pássaros azuis voam, pássaros voam por cima do arco-íris
Então por que, por que eu também não posso?

Um dia vou fazer um pedido pra uma estrela e acordar bem além das nuvens
Onde problemas derretem como gotas de limão acima das chaminés
É lá que você vai me encontrar, em algum lugar além do arco-íris
Pássaros azuis voam, pássaros voam por cima do arco-íris
Então por que, por que eu também não posso?

Se felizes passarinhos azuis voam para além do arco-íris
Por que, por que eu também não posso?
         
*****

5 comentários:

Edson- M. Gerais disse...

Como mineiro, fico feliz de ver essa reportagem com a Renata Bessa. Lembro-me de quase tudo isso que voce contou. Tenho em minha casa as páginas do jornal Estado de Minas, com a cobertura do concurso Garota Turismo 1994, quando Renata foi eleita. O concurso mobilizava cerca de 100 agencias e cidades turisticas do estado, e premiava as 5 finalistas com viagens a destino nacionais e internacionais. Tenho também o recorte da coluna Sociedade no Interior, onde tem a cobertura do Miss Minas 95 e a foto de Renata, então Miss Contagem, recebendo a faixa.
O Garota Turismo revelava fortes candidatas. Em 96 Nayla Micheriff foi a segunda colocada e no ano seguinte, representando a cidade de Ubá, foi Miss Minas e acabou sendo coroada Miss Brasil 97, em concurso realizado em Teresina, no Piauí.
Tempos sem mídia televisiva, mas a mídia impressa trabalhava direitinho! Boa noite!

Anônimo disse...

Que beleza!Beleza de MB,de mulher e de história de vida.sou fã de Renata Bessa!continua linda!Japão

Anônimo disse...

Olá que bom ver uma matéria com a linda Renata... Sou seu amigo e fã, fui responsável pelo seu cabelo e maquiagem, no concurso de Miss Minas Gerais em bom despacho e depois no Scala no Rio de Janeiro, onde ela foi coroada Miss Brasil 1995. Até hoje qdo nos falamos ou encontramos rola muitas saudades e muitas lembranças boas!
Parabéns pela matéria.
Fredson Santos
fredson.s.p@hotmail.com

Anônimo disse...

onde quer que tu andes , omde estiver saibas que tens mais 3 adimiradores por vc . Que DEUS ESTEJA SEMPRE GUIANDO SEUS PASSOS . OBRIGADO POR NOS DAR O PRAZER DE CONHECE~LA . E TELA EM MINHA SIMPRE E UMILDE CASA . FICAMOS MARAVILHADOS COM SUA SIMPRICIDADE. BIGADU CESARIO LANGE 09 - 11 -12

Wagner Gentile disse...

Estudei com a Renata Bessa no 1º e 2º anos do segundo grau, bem no auge de sua carreira de modelo. A vi ganhar todos esses titulos, inclusive o Miss Brasil, pois, naquela ocasião, fomos ao Rio de Janeiro acompanhar seu desfile pelo titulo de mulher mais bonita do Brasil, e todos fomos felizes. Ela é um exemplo de superação e de vitória. Sempre fui fã incondicional dessa mulher linda, simples e vencedora! Que "DEUS" abençoe e guie seus caminhos, Renata, caso vc leia esse post, para todo o sempre!! Wagner Gentile