a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 637, referente ao período de 17 a 23 de setembro de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

SESSÃO NOSTALGIA - Verônica Maria Castro Leicht, Rainha dos 450 anos do Recife

Por Daslan Melo Lima

          O Recife completou 450 anos em 12 de março de 1987. Dentro das comemorações, na noite de 21 de fevereiro, durante a realização do 23º Baile Municipal, no Clube Português, foi eleita a Rainha dos 450 Anos do Recife, uma promoção da Prefeitura Municipal com a coordenação de Assis Farinha e Francisco Pacheco e renda destinada à Legião Assistencial do Recife.

          Cinquenta e seis candidatas se inscreveram. Uma semana antes do evento, uma comissão julgadora composta por Maria Helena Collier de Melo (presidente do júri), Ana Margarida, Silvana Ferreira, Luciano Teixeira, Elvira Correia, Fátima Siqueira, Raul Henry e Eduardo Cavalcanti selecionaram doze delas para a final:


Ana Cláudia de Souza

Ana Paula Leite Cortez
Carla Rios Melo
Claudia Alves Queiroga
Cristina Fátima Machado
Dilma Ferreira
Edriane Batista dos Santos
Gilcéia Queiroz
Josiane Lopes
Roseane Lázaro de Almeida
Sabrina Araújo Feitosa Pacheco
Verônica Maria Castro Leicht


          A apresentação do concurso ficou sob a responsabilidade de Carmen Peixoto e a coreografia a cargo de Reynaldo Zimmermann. A comissão julgadora foi composta por Geralda Farias (ex-primeira dama do Recife, presidente do júri), Emerson Leão, Geraldo Torreão, José Jardelino da Costa Junior, Paulo Neves, Hênio Siqueira Santos, Celeste Farinha, Milita Ferreira Lima e Laís Monte Teixeira.


As finalistas do Rainha dos 450 Anos do Recife. Da esquerda para a direita: Gilcéa Queiroz, 4º lugar (Miss Vitória de Santo Antão, quarta colocada no Miss Pernambuco 1989); Ana Paula Leite Cortez, 3º lugar; Cláudia Alves Queiroga (Miss Paulista, semifinalista no Miss Pernambuco 1985) e Verônica Maria Castro Leicht, 1º lugar. (Foto: Diário de Pernambuco)

          Verônica Maria Castro Leicht foi Rainha duas vezes, se levarmos em conta que a vencedora do concurso de beleza do 23º Baile Municipal acumulou os títulos de Rainha do Baile e Rainha dos 450 anos do Recife. Verônica teria sido uma ótima candidata ao Miss Pernambuco, mas preferiu ficar na história como Rainha dos 450 anos da Veneza Brasileira. Dois anos depois, no mesmo Clube Português do Recife, sua irmã Andrea Castro Leicht, Miss Clube dos Oficiais da Polícia Militar de Pernambuco, obteve o terceiro lugar no Miss Pernambuco 1989, perdendo para Ana Cristina de Medeiros, Miss Gravatá, primeira colocada, e para Rosivan Rodrigues da Silva, Miss Petrolina, segunda colocada.


Verônica Maria Castro Leicht, Rainha dos 450 Anos do Recife. (Foto: Diario de Pernambuco)

          Antes do concurso Rainha dos 450 anos do Recife, Verônica Maria Castro Leicht tinha ficado conhecida em todo o Brasil através de uma matéria publicada na revista VEJA, de 27/08/1986, abaixo reproduzida.

A pernambucana Verônica Maria Castro Leicht, 17 anos, confia na sua própria plástica. Aplaudida informalmente como uma das melhores coisas que aconteceram na praia de Boa Viagem, no Recife, Verônica aposta numa moda que promete arrebentar no verão de 1987: o adesivo colorido sobre os seios em substituição à já sumária tira de tecido que costuma acompanhar o biquíni fio-dental.


Verônica com o adesivo nos seios: moda para poucos. (Foto: Manoel Novaes, revista VEJA, 27/08/1986)

Trata-se de uma moda para poucos: afinal, o adesivo, feito de uma espécie de plástico poroso, não dá sustentação e firmeza a seios que não estejam em sua melhor forma. Verônica, ao contrário, tratou de comprar vários pares do adesivo para estender seu sucesso por todos os próximos dias de sol. “Nunca pensei que fosse agradar tanto”, exulta ela.


Verônica Maria Castro Leicht - Foto: Fernando Gusmão, Diario de Pernambuco

          Estamos no verão de 2009 e a moda dos adesivos nos seios faz parte do passado, assim como tantas outras coisas dos anos oitenta. Mas entre as coisas que não fazem parte do passado estão: o sol da praia de Boa Viagem e a magia daquela noite carnavalesca em que Verônica Maria Castro Leicht foi eleita Rainha dos 450 Anos do Recife.

*****

8 comentários:

DASLAN MELO LIMA disse...

Comentário de Mucíolo Ferreira via e-mail
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Verônica Castro foi a melhor Rainha de todos os Bailes Municipal do Recife desde que a promoção foi idealizada em 1984. E falo de cátedra, porque de 1980 até o ano 2000, fui o Assessor de Imprensa da Legião Assistencial do Recife, que tinha como principal promoção anual o Baile Municipal do Recife. E nessa condição era o repórter que fazia as matérias de divulgação de todas as jovens mantendo um contato próximo e permanente.

Verônica Castro era o tipo de beleza que faria o maior sucesso em qualquer concurso de beleza, mas não era isso que ela queria na sua vida. Ninguém sabe o porquê da garota ter se inscrito na competição. Dinheiro não era o seu problema, pois pertencia a uma família de classe média alta de Boa Viagem. O que se sabe é que a moça gostava mesmo era de praticar esportes náuticos. Adorava surfar e tudo que se relacionasse ao mar. Tanto assim que logo eleita Rainha, nem esperou o Carnaval chegar para desfilar nos carros abertos e frequentar os principais eventos da cidade. Pegou um avião com o namorado a tiracolo e se mandou para os mares do Peru, Chile e Havai pegar onda. O empresário Assis Farinha, que patrocinava o concurso, ficou frustrado pela ausência da musa, principalmente na Feijoada da Moda que acontecia na sexta-feira de Carnaval, no Recife Palace Hotel.

E mesmo de beleza exuberante e plástica perfeita, Verônica não participou mais de nenhum outro concurso. Todavia não podemos deixar de lembrar outras beldades, jovens aspirantes que, embora não tivessem colocado na cabeça a coroa de rainha do mais importante baile do Carnaval do Recife, conseguiram notoriedade. Foi o caso de Gisele Tigre, atualmente atriz da Rede Globo, e da inesquecível modelo Maria Duarte (falecida no ano passado) que brilhou por muito tempo nas páginas de revistas nacionais e internacionais dedicadas ao público masculino depois que desfilou como Rainha de Bateria no início dos anos 90 à frente da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense.

Outras rainhas do Baile Municipal acabaram misses estaduais. Margarida Brasileiro, eleita Miss Pernambuco em 1987, e Isabela Nascimento em 2009. Fabiana Pirro, atriz famosa, representou a Paraíba no Miss Brasil no início dos anos 90.

Apenas uma correção na Sessão Nostalgia dedicada a Verônica Castro: a princesa do Baile Municipal daquele ano, Gilcéia Queiroz, disputou o Miss Pernambuco por Vitória de Santo Antão, mas em 1989, último ano do concurso Miss Brasil da era Sílvio Santos, do qual fui um dos coordenadores.

Um abraço ao Daslan e parabéns por levar aos milhares de leitores do Passarela Cultural mais uma bela página dos concursos de beleza feminina.

Muciolo Ferreira

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

DASLAN MELO LIMA disse...

Recado para Mucíolo Ferreira
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Mucíolo,

muito grato pelo primor de comentário.

Valeu a correção sobre Gilcéa Queiroz, quarta colocada no Miss PE 1989 e não em 1987. Terminei de proceder o devido ajuste na matéria.

Gostaria, por gentileza, que averiguasse uma dúvida: Isabela Nascimento classificou-se em segundo ou terceiro lugar no Rainha do Baile Municipal.
Veja esse detalhe, a fim de que eu possa fazer ou não uma réplica ao seu texto.

Um abraço e uma terça-feira iluminada.

Daslan Melo Lima

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Manoel Gomes disse...

Na década de 90 as candidatas e Rainhas do Baile Municipal do Recife, eram mais famosas e prestigiadas do que o concurso de Miss Pernambuco totalmente esquecido.
Dentre tantas beldades eleitas Rainhas do Municipal, destaco também Ana Leticia Rocha Brederots que antes já havia sido eleita Miss Brasil/Estados Unidos, também no Clube Português. Léa Rocha, como era conhecida, participou como apresentadora de programas de TV, após concurso. Recentemente estava residindo no Canadá .
PS: Isabela Nascimento foi Beleza Pernambuco em 2007, 2a.Princesa do Baile Municipal 2008 e Miss Pernambuco 2009.

Veronica disse...

Aloooha Daslan, sou a Veronica encontrei o seu blog e fiquei surpresa de ver a sua materia sobre a rainha do Municipal. Nunca pensei que depois de tanto tempo estas fotos do diario de Pernambuco seriam publicadas na internet. Adorei os seus comentarios e elogios, obrigado foram todos aceitos com carinho e respeito.Gostaria de explicar o porque que resolvi participar do concurso.Naquela epoca eu trabalhava de modelo e ganhando um concurso de beleza achei que as portas iriam se abrir e os trabalhos de passarela e fotos iriam ser mais constantes.De fato eu realmente consequi muito mais trabalhos, pois alcancar a midia e o melhor canal para o sucesso no meio da moda.Gostaria de esclarecer que as concorrentes do Baile Municipal nao foram candidatas escolhidas 3 dias antes do concurso e sim foram bem mais que isso e os preparatorios de ensaios, e eliminatorias foram bem mais elaborados do que foi mencionado no comentario de Muciolo Ferreira.
Nao me lembro ao certo,mas lembro que teve uma eliminatoria na qual foram escolhidas 12 participantes para o grande dia do concurso.Entre as participantes tambem estava a minha querida amiga Sabrina Rocha que tinha um belissimo corpo e que pela minha opiniao ela deveria estar entre as finalistas.Para te ser sincera eu nao gostava de Caranaval e logo que acabou o concurso corri para meu lugar de meditacao,sossego, que sempre encontrei nas praias belissimas do Nordeste.Um mes depois fui para o Peru conhecer Machu Pichu, e surfar no meu Body Board as praias do sul de Lima.Hoje em dia moro no Hawaii a 15 anos,sou casa a 22 anos e tenho dois filhos ja grandes o Kailani de 21 e o Kiron 19 anos,os dois assim como meu marido sao surfistas profissionais.
Por favor nao considere o meu Portuques que anda bem inferrojado depois de todos estes anos nos EUA e 4 anos na Universidade so ouvindo Ingles.Me formei em Bachelor em Arts e estou com um projeto de fazer um estudio na cidadezinha que moramos.Eu ja fiz um parte do studio,porem um estudio de Ceramica e bem mais complexo.
Achei bem legal rever este pedacinho da historia da minha vida.Por favor continue este seu projeto pois achei uma otima ideia.Boa sorte com carinho e Alooha from Hawaii.Veronica Leicht

IRAN PEIXOTO disse...

GILCÉA QUEIROZ NÃO BRILHOU SÓ NO CONCURSO DE MISS/PE, COMO TAMBÉM, DESFILANDO PELA "ELE ELA MODAS", AO LADO DE TANTAS OUTRAS ESTRELAS COMO: VELUMA, LUÍZA BRUNET, LUMA DE OLIVEIRA, MONIQUE EVANS ETC. DESFILES ESTES REALIZADOS SEMPRE NO CLUBE PORTUGUÊS DO RECIFE NOS ANOS 80. EVENTO QUE PARAVA A CAPITAL. SAUDADES... VALEU!!!

Gilcea Queiroz disse...

Iran Peixoto, como foi bom relembrar essa época, achei fantástico. Se precisarem de mais fotos, entrem em contato, ainda possuo muitas delas.
Um abraço Verônica, saudades daquele tempo.
Gilcéa De Quieroz.

Gilcea Queiroz disse...

Mucíolo e Daslan, meus parabéns por lembrar de dias tão maravilhosos em minha vida, estou grata por tudo.
Gilcéa de Queiroz.

DASLAN MELO LIMA disse...

RECADO PARA GILCÉA QUEIROZ

Por gentileza, faça contato comigo através do e-mail daslan@terra.com.br

Gostaria de fazer uma reportagem sobre sua trajetória de rainha da beleza.

Grato por sua atenção.

Daslan Melo Lima