a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 632, referente ao período de 13 a 19 de agosto de 2017. ***** Editor: Daslan Melo Lima ***** Timbaúba, Pernambuco, Brasil ***** Telefone: (81) 9.9612-0904 (Tim). ***** WhatsApp: +55 81 9.9612.0904 ***** E-mail: daslan@terra.com.br

sábado, 12 de julho de 2008

SESSÃO NOSTALGIA - Akiko Kojima, Miss Universo 1959, o escândalo de um "líquido plástico"

Daslan Melo Lima


          Long Beach, Estados Unidos, julho de 1959, eleição da Miss Universo 1959. Uma modelo elegante e meiga torna-se a primeira asiática a conquistar a coroa de rainha da beleza universal. Seu nome: Akiko Kojima, vinte e dois anos de idade a completar no dia 26 de novembro, 1,67 de altura, 54 quilos, 94 cm de busto, 58,5 cm de cintura, 96,5 cm de quadris. 
           As imagens que ilustram esta matéria são reproduções das fotos feitas por Gervásio Batista, publicadas na revista Manchete, de 08/08/1959.



   























        Em agosto de 1959, o mundo foi sacudido por uma notícia escandalosa. O jornal francês France Soir, de Paris, publicou a noticia abaixo, em tradução veiculada na revista O Cruzeiro, de 05/09/1959.

ESCÂNDALO: MISS UNIVERSO 1959 aumentou o volume do seu busto, afirma um cirurgião japonês.



Hollywood – 14 de agosto (por via especial) – 
A cidade de Long Beach, onde se realizou, em 21 de julho, a eleição de Miss Universo, está agitada. Os seus habitantes solicitam que a feliz escolhida, Senhorita Akiko Kojima (Miss Japão) seja desqualificada.
A indignação desses respeitáveis cidadãos foi provocada por declarações do cirurgião nipônico Toshiro Matsui.
-Poucos antes do certame de beleza – afirmou o médico – Akiko Kojima entrou na minha clínica sob um nome falso. Como temia que as medidas de seu busto não fossem satisfatórias, pediu que lhe fosse injetado um "líquido plástico" para dar maior volume aos seus seios.

----------



          








        









          Quando o escândalo estourou, Akiko Kojima estava em Honolulu e declarou aos repórteres que tudo não passava de mentira e que estava disposta a submeter-se a um completo exame radiográfico. Os meses passaram, o assunto foi encerrado e Akiko Kojima continou reinando tranquilamente como Miss Universo. Naquela época, ninguém falava em silicone e muita gente achou a história fantasiosa.

----------










       








As cinco finalistas do concurso Miss Universo 1959. Da esquerda para a direita: Vera Regina Ribeiro, Miss Brasil, quinto lugar; Terry Lynn Huntingdon,Miss Estados Unidos, terceiro lugar; Akiko Kojima, Miss Japão, primeiro lugar; Jorunn Kristjansen, Miss Noruega, segundo lugar; e Pamela Anne Searle, Miss Inglaterra, quarto lugar.

----------

         Estou concluindo esta crônica na tarde fria pernambucana de Timbaúba, em 13 de julho de 2008. Hoje à noite, no Vietanm, oitenta  jovens vão disputar o mais cobiçado título de beleza do mundo. Abro as revistas de 1959, entro no "túnel do tempo" e fico admirando a beleza natural das cinco finalistas do Miss Universo 1959.
         Minha imaginação voa. Vejo Akiko Kojima  assistindo hoje pela televisão o Miss Universo 2008. Algumas candidatas deverão aparentar intervenções cirúrgicas e sinas de aplicações de botox e silicone. Vejo Akiko Kojima dando gargalhadas e dizendo : Não posso acreditar que por muito menos do que isso, bem menos, há 49 anos, quiseram tirar de mim o título de Miss Universo 1959.

*****

Nenhum comentário: