a *****

SEJA BEM-VINDO ! SEJA BEM-VINDA! VOCÊ ESTÁ EM PASSARELA CULTURAL, a sua revista on-line semanal, fundada em 02/07/2004. ***** Esta é a edição nº 649, referente ao período de 11 a 17 de dezembro de 2017. ***** Grato por sua atenção.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Em frente ao mar de Camboinha, Cabedelo, Paraíba


AMANDO A MAR DA PARAÍBA - Os franceses tratam o mar no feminino, la mer, a mar. Na ensolarada manhã, penso nas milhões de pessoas que nunca viram o mar e peço ao vento que levem o encanto da mar até elas. 
----------

CURVAS DO DESTINO - Pausa para uma selfie tendo ao fundo um coqueiro cujas curvas, guardando as devidas proporções, lembram o lendário Gogó da Ema, um ícone da minha Alagoas.


Amo esses coqueiros com suas formas inusitadas. Lições da natureza de que a caminhada no planeta não é fácil. Mas com persistência e fé em Deus podemos prosseguir firmes em busca dos nossos sonhos, apesar das curvas do destino. 

----------



LIBERDADE - "Pássaro que vive em gaiola acha que voar é uma doença." A linguagem figurada da pichação no muro leva-me a refletir sobre liberdade. Seria "doença" deixar a vida numa gaiola dourada para conviver com os riscos de uma vida lá fora? Eu me perco e me encontro meditando na tarde paraibana que morre. 
Enquanto isso, anjos invisíveis ajudam-me a destruir velhas "gaiolas" arquivadas no meu coração. 
----------



SKYLINE PIGEON - Após um banho de mar, outro de água doce, ouvindo um som que vem da vizinhança, "Skyline Pigeon" (Pombo do Horizonte), uma das mais belas canções de Elton John. "Me deixe livre de suas mãos / e deixe voar para terras distantes. / Sobre campos verdes, árvores e montanhas, / flores fontes e florestas. / Longe de casa, muito além das linhas do horizonte." 
Por coincidência, um pombo deixa de lado uma revoada e pousa em cima do prédio vizinho. Emocionado, canto ao lado do vento o refrão de Skyline Pigeon. "Voe pra longe, pombo do horizonte. / Voe na direção dos sonhos / que você deixou para trás."
----------
Outras crônicas inspiradas em Camboinha estão em pauta para postagem nesta secção.

sábado, 2 de dezembro de 2017

É dezembro outra vez


          Minha acácia amarela exibe o melhor de sua floração, encantando e compensando a sensação estranha de que o ano voou rápido demais. Um ano prestes a terminar e outro a chegar. Envelheço, mas agarro-me ao sentimento de recomeço que paira no ar. 
          Sou grato a Deus pelo cálice onde bebo a sabedoria das experiências vividas, não só as doces, mas também as agridoces e amargas. E enquanto faço essa pausa para reflexão, a minha acácia oferece o entusiasmo que preciso para continuar a caminhada. É dezembro outra vez.
----------
 - Daslan Melo Lima

MEMÓRIAS DE SÃO JOSÉ DA LAJE - Rua Prefeito Antônio Ferreira, 43




              Há muito tempo, quando a rua se chamava Dr. Emílio de Maia, vivi na casa de nº 43 os anos inesquecíveis da minha infância. 
          O sinal vermelho indica que o imóvel será demolido, pois está localizado numa área de risco, próximo ao rio Canhoto, que em 2010 destruiu inúmeras residências ao redor. 
        Sento-me na entrada da casa, esperando que o menino que um dia eu fui abra a porta e peça para que eu vá chorar lá dentro. 
----------
Daslan Melo Lima, em São José da Laje, Alagoas, 12/01/2014

*****

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO - Guiomar, João Pessoa e João Ferreira Lima Filho, três nomes para uma praça

praça Guiomar de um tempo que se foi. O Grupo Escolar Professor Cavalcanti, construído no Governo de Barbosa Lima e inaugurado em 24/05/1925, foi demolido em maio de 1955.  As bandas de música Euterpina Comercial (Quebra Resguardo) e 1º de Novembro (Pé de Cará) realizaram no coreto (também demolido) retretas memoráveis. Muita gente também se recorda de um chafariz ali existente, assim como um lago artificial onde vivia um jacaré.
 ---------

A praça principal de Timbaúba, construída na gestão (1922/1925) do prefeito Urbano Borba, tinha a denominação de praça Guiomar. Após a Revolução de 1930, o prefeito Belarmino de Souza Rodrigues modificou o nome para praça João Pessoa, em homenagem àquele que foi considerado o mártir da revolução. Faz cinco anos que uma Lei Municipal trocou outra vez o nome para praça João Ferreira Lima Filho
----------

Primeira página do Jornal do Brasil de 27/07/1930

      João Pessoa Cavalcanti de Albuquerque nasceu em Umbuzeiro, PB, no dia 24 de janeiro de 1878, e morreu no Recife, em 26 de julho de 1930. De acordo com alguns historiadores, sua morte teria sido uma das causas da Revolução de 1930 que depôs o presidente Washington Luís e levou Getúlio Vargas ao poder. O governador (na época o termo era presidente) da Paraíba de 1928 a 1930, foi também advogado. Era sobrinho de Epitácio Pessoa, presidente da República de 1919 a 1922. Foi auditor-geral da Marinha, ministro da Junta de Justiça Militar e ministro do Superior Tribunal Militar. Foi candidato em 1930 à vice-presidente na chapa de Getúlio Vargas, mas perdeu para a chapa governista, encabeçada por Júlio Prestes. João Pessoa foi morto por seu inimigo político, João Duarte Dantas, na Confeitaria Glória, no Recife. Em sua homenagem, a partir do dia 4 de setembro de 1930, a capital do estado da Paraíba, antes denominada de Parahyba, passou a se chamar João Pessoa.
----------


       João Ferreira Lima Filho (23/11/1924 - 16/07/2003), assim como seu genitor, tornou-se médico, agricultor e político. o dia 23 de novembro de 1924. Assim como seu genitor, tornou-se médico, agricultor e político. Quando prefeito de Timbaúba (período de 15/11/1955 a 10/03/1959), o município foi, de acordo com o Instituto de Administração Municipal, um dos dez de maior progresso no País, motivo de reportagem em página dupla da famosa revista O Cruzeiro. No período de 14 de setembro de 1966 a 31 de janeiro de 1969, foi prefeito de Aliança, e de 1962 a 31 de março de 1964, Secretário de Saúde no primeiro governo de Miguel Arraes de Alencar. Eleito Deputado Estadual, teve grande visibilidade ao participar das Comissões de Finanças e Orçamento, Saúde, Educação e Cultura, Negócios Municipais, Fiscalização Financeira e Redação de Leis. Foi Primeiro Secretário da mesa Diretora da Assembleia, Segundo Vice-Presidente e Segundo Secretário, Presidente da Assembleia Constituinte Estadual e Vice-Presidente da Assembleia Legislativa. 

*****
Fontes:
- Timbaúba Ontem e Hoje - Volume I - Lusivan Suna - Edição do autor/1992
- Correio de Notícias - DJ Publicações Ltda - Ano 10, nº 121, novembro/2017

---------
Detalhe: Na minha pesquisa, não descobri a biografia de Guiomar. Quem foi essa pessoa? Agradeço as informações. Contato: daslan@terra.com.br

SESSÃO NOSTALGIA/ESPECIAL - Minhas impressões sobre o concurso Miss Universo 2017

Daslan Melo Lima



Demi-Leigh Nel-Peters, Miss Universo 2017
----------

          Não estive no The AXIS at Planet Hollywood, em Las Vegas, para assistir ao concurso Miss Universo 2017, realizado no domingo passado, 26 de novembro. Vi tudo pela televisão. Não conheço pessoalmente nenhuma das 92 candidatas ao cobiçado título, mas aqui estão as minhas breves impressões sobre o evento.

MEU TOP 16

          Com base apenas nas imagens e vídeos, fiz uma relação das minhas misses preferidas, de forma aleatória: Espanha, Angola, Argentina, Alemanha, Brasil, Peru, Israel, México, República Dominicana, Jamaica, Islândia, Itália, Chile, Tailândia, Filipinas e Indonésia. 
          Gravei um vídeo sobre isso para o Miss News, do Roberto Macêdo, o qual pode ser conferido neste link https://www.youtube.com/watch?time_continue=9&v=tHMUzgRvf4k

----------

AS CLASSIFICADAS DA MINHA LISTA

Sofia Del Prado Prieto, Miss Espanha, Top 10 
---------
Das minhas 16 preferidas, cinco delas conseguiram classificação:  Miss Jamaica, Davina Bennett (top 3); Miss Tailândia, Mareeya Poonlertlarp Ehran (top 5); Miss Brasil, Monalysa Maria Alcântara Nascimento (top 10), Miss Filipinas, Rachel Louise Obregon Peters (top 10); e Miss Espanha, Sofia Del Prado Prieto (top 10), eleita Rainha Hispano-Americana 2015, em Santa Cruz de la Sierra, Bolívia.
----------

MONALYSA ALCÂNTARA

---------


Nossa Miss Brasil poderia ter ido mais longe, com sua segurança na passarela, seu carisma, seu magnetismo... Menina de 18 anos iluminada. Sair de Teresina,  Piauí, ser eleita Miss Brasil e ficar entre as 10 mulheres mais belas do universo, é a glória. Para rever os melhores momentos de Monalysa no Miss Universo, basta um clique neste link, https://www.youtube.com/watch?v=4CUxQ1YWH78
----------

Diante do Top 5 e Top 3

Top 5Laura Gonzalez Ospina, Miss Colômbia, segundo lugar; Davina Bennet, Miss Jamaica, terceiro lugar; Mareeya Poonlertlarp Ehran, Miss Tailândia;  Keysi Mairin Sayago Arrechedera, Miss Venezuela, e Demi-Leigh Nel-Peters, Miss África do Sul, primeiro lugar.
----------
Top 3 - Demi-Leigh Nel-Peters, primeiro lugar; Laura Gonzalez Ospina, segundo; e Davina Bennet, terceiro lugar.
----------
Davina Bennett, Miss Jamaica, terceiro lugar


Gostei da vitória de Demi-Leigh Nel-Peters, Miss África do Sul, linda, porte majestoso. Não gostei dos trejeitos de Laura Gonzalez Ospina, Miss Colômbia, segunda colocada. Para mim, o segundo lugar estaria melhor com Keysi Mairin Sayago Arrechedera, Miss Venezuela, que compôs o top 5 com a tailandesa Mareeya Poonlertlarp Ehran. Em alguns instantes, no entanto, fiquei indeciso em torcer pela sul-africana ou pela jamaicana Davina Bennett, terceira colocada.
----------

OUTRAS OBSERVAÇÕES

Achei interessante as apresentações por continentes e a as cotas de semifinalistas para cada um. ***** Assisti ao concurso pela TNT, com início às 22 horas, e não vou entender nunca o porquê de a Band ter deixado para exibir o programa à meia-noite (horário de Brasília). ***** Adorei as câmaras de televisão terem mostrado o Roberto Macêdo com a bandeira do Brasil, vibrando com as classificações de Monalysa Alcântara no Top 16 e depois no Top 10. ***** Gostei da volta da coroa concebida por Mikimoto, mas teria gostado muito mais se ela fosse similar àquelas do período de 1963 a 2001. 
---------



Margaret Gardiner, Miss Universo 1978



Margaret Gardiner, a primeira sul-africana a ser eleita Miss Universo, é uma das minhas misses inesquecíveis. Nasceu na Cidade do Cabo, África do Sul, em 21/08/1959, filha de um gráfico e de uma dona de casa. Era modelo, gostava de escrever poesias e,  além das passarelas do seu país, já tinha desfilado nas de Paris, Argentina e Brasil, quando esteve em Foz do Iguaçu e Rio de Janeiro.
----------



Demi-Leigh Nel-Peters, Miss Universo 2017



Demi-Leigh Nel-Peters, a segunda sul-africana a conquistar o título de Miss Universo, tem uma história de vida rica em trabalhos sociais e dedicação aos estudos. É formada em Administração de Empresas, comanda o programa “Unbreakable”, de autodefesa para jovens e mulheres, depois que foi sequestrada, pouco mais de um mês após ser coroada Miss África do Sul 2017. Tem uma irmã que nasceu com necessidades especiais. Gosta de scrapbooking, trabalhos manuais, carrões, motos e velocidade.

                                                ----------    
     
         Trinta e nove anos depois de Margaret Gardiner, centenas de lindas jovens sul-africanas almejaram o que Demi-Leigh Nel-Peters conseguiu: conquistar para a África do Sul o segundo título de Miss Universo. 
           Os sonhos continuam em todos os continentes. Miss para sempre Miss. 

*****
          

*****

Aqui termina mais uma edição de PASSARELA CULTURAL. Rolando mais abaixo, você vai encontrar a seleção de todas as postagens. 
----------
----------

sábado, 25 de novembro de 2017

Antes da noite chegar

          


        Sem nenhuma cerimônia, a Lua apareceu na frente da minha casa neste final de tarde. Recatada, mostrou apenas metade da face, diferente das noites em que está audaciosa, majestosa, totalmente nua. 
          Enquanto a Lua se prepara para sua nova fase, não tenho dúvida que é grande sua influência sobre nossas emoções. Não me atreveria a desnudar meu corpo e minh'alma nesta noite de Lua pela metade, nem pelo mar, nem por nenhuma estrela no céu a brilhar . 
----------
Daslan Melo Lima, na frente da minha casa, antes da noite chegar. Primavera em Timbaúba, Pernambuco, 20 de novembro de 2017.


*****

MEMÓRIAS DE SÃO JOSÉ DA LAJE - O Castelinho


          Era uma vez uma praça arborizada que tinha o nome de Praça Roosevelt, em homenagem a Theodore Roosevelt (1858-1919), ex-presidente dos Estados Unidos. Na praça havia uma casa linda com um anexo, o Castelinho, paraíso das brincadeiras das crianças que lá moravam.
       Na madrugada de 14 de março de 1969, o rio Canhoto levou para o Mar a casa e quase toda a cidade. Poupou o Castelinho. Por que? Talvez para amenizar o Mar de Saudade que inunda o Outono de quem conheceu a Primavera da Vida em São José da Laje. 
----------
- Daslan Melo Lima - Memórias de São José da Laje, a cidadezinha alagoana onde nasci.

*****

DE TIMBAÚBA PARA O MUNDO - Projeto Sem Fronteiras, de olho nos talentos timbaubenses


>>>>> Crianças e adolescentes podem alcançar visibilidade em associação de bairro
                    
          No cotidiano, nos mais diferentes pontos de encontro de sociabilidade dos espaços esportivos, tanto públicos (escolas, parques, praças) quanto privados (academias, escolinhas de esportes, ginásios), a prática esportiva produz uma série de valores no seu contexto. Liderança, trabalho em equipe, respeito às regras, são alguns exemplos de valores que são vivenciados. Neste contexto, os programas e projetos sociais são fundamentais na construção da cidadania, da criação de oportunidades para crianças e jovens. Possibilitar que crianças e jovens vivenciem atividades esportivas, pedagógicas, alimentação balanceada, e, acima de tudo, o direito de poder brincar e se divertir, se sociabilizar com demais crianças, criar vínculos de amizade, afastando-as e as conscientizando do perigo das drogas, são alguns dos objetivos dos projetos sociais oferecidos por governos e instituições.

----------
----------

       O movimento é grande nas terças e quintas-feiras, no imóvel onde funciona a Associação dos Moradores do Bairro de Cesar Augusto, localizado na rua Olga de Albuquerque Queiroz, nº 24. A entidade é presidida por Ivonaldo Ribeiro da Silva, 49 anos de idade, funcionário público municipal, e nela vem se desenvolvendo o Projeto Sem Fronteiras, sob a responsabilidade do também funcionário público Márcio de Nazaré Silva Ferreira, 34 anos.  
       São quarenta e cinco jovens de ambos os sexos focados na prática esportiva. As atividades mais populares são Jiu-Jitsu e Muay-thai, mas também há espaço para outras, tais como Futsal, Basquete e Handebol.

----------
----------

        Dois jovens oriundos do Projeto Sem Fronteiras, filhos do Márcio de Nazaré, são campeões estaduais de Jiu-Jitsu. Eles são Márcio Gabriel Lopes Ferreira, 16 anos, aluno da Escola Técnica Estadual Miguel Arraes de Alencar, Campeão Pernambucano Juvenil Faixa Azul 2017; e Flávio Antonio Lopes Ferreira, 10 anos, estudante da Escola Municipal Dr. Antônio Galvão Cavalcanti (Ginásio Municipal), Vice-Campeão Pernambucano Infantil Faixa Amarela 2017.
       Em sintonia com os cuidados que norteiam a formação cidadã dos jovens, o Sem Fronteiras exige autorização dos pais ou responsáveis, frequência escolar comprovada e boas notas. O Sem Fronteiras compactua com quem acredita que o esporte possui um grande potencial de socializar indivíduos das mais diferentes classes, religiões, gêneros, entre tantas outras diferenças presentes na nossa sociedade. Através de uma partida de futebol na rua, de um jogo de vôlei na escola, um jogo de basquete na praça, pessoas se relacionam, fortalecem amizades, criam vínculos... Dentro de uma quadra todos estão igualados em condições. Devemos ensinar que é saudável competir, querer ser melhor, mais veloz, mas também é importante ajudar o outro a criar possibilidades para ele também ser o melhor, mais habilidoso e ainda, que juntos possam ser melhores.
-----------
- Daslan Melo Lima, com informações e fotos de Márcio de Nazaré e contextualização do www.efdeportes.com .

-----------

Página de Comportamento, jornal CORREIO DE NOTÍCIAS - Ano 10 - Número 121,  Novembro de 2017 

*****

SESSÃO NOSTALGIA - Hoje tem Monalysa em Las Vegas




         Lembro-me de uma manchete num jornal do Recife, não recordo se no Diario de Pernambuco ou no Jornal do Commercio, "Hoje tem Martha em Miami". Era um sábado de um tempo que se foi. O Brasil inteiro estava na expectativa de que a baiana Martha Vasconcellos fosse eleita Miss Universo 1968. A atmosfera era idêntica à de uma Copa do Mundo de Futebol. Martha venceu. A nação foi ao delírio. 
          A jovem piauiense Monalysa Alcântara é uma das candidatas ao título de Miss Universo 2017. Parte da mídia e da população brasileira não está ligada nesse assunto, o que é uma pena. Um concurso de Miss não é apenas um desfile de rostos e corpos, também é de sonhos. E o que é o nosso dia a dia senão uma passarela imaginária? Nela, ora perdemos e ora ganhamos a faixa, a coroa, o manto  e o cetro de ser passageiro no conturbado planeta Terra. 
         Vou estar amanhã diante da TV torcendo por essa garota brasileira guerreira, fiel à minha paixão pelos concursos de Misses, pois sempre digo que paixões são paixões, simplesmente paixões, não se explicam. 
----------
Daslan Melo Lima
____________

Na próxima edição falarei das minhas impressões sobre o Miss Universo 2017.




*****

sábado, 18 de novembro de 2017

Os sonhos verdadeiros não se compram

          



       Observo a bandeja de "sonhos" no balcão de uma lanchonete e sinto uma vontade imensa de saborear um, apesar de não ser muito fã de massas e doces. Talvez eu venha sonhando menos do que deveria. A sensação de comprar e saborear um "sonho", talvez vá renovar a alma do menino que fui.              
        Faço a compra, levo para casa, saboreio e logo me sinto farto. Bastou um. 
       Bom que os sonhos verdadeiros não se compram. O destino oferece de graça. Um só não basta. 
       O "sonho" da lanchonete me despertou para a realidade. Preciso renovar urgente o meu estoque de sonhos. 
--------
Daslan Melo Lima
Timbaúba, PE, na Padaria São Francisco, novembro de 2017

*****